Schneider Electric reduz cinco anos de sua Meta de Neutralidade de Carbono, estabelecendo um roteiro para o mundo neutro em carbono

Empresa se compromete com três ações e um plano de transição para crescimento inclusivo e para garantir que nenhuma comunidade seja deixada para trás

A Schneider Electric, líder global na transformação digital em gestão da energia elétrica e automação, anunciou na Climate Week NYC 2019 que está aumentando drasticamente seu compromisso com a neutralidade de carbono com três novas ações: (1) acelerando sua meta de neutralidade de carbono para 2030, ao demonstrar neutralidade de carbono em seu ecossistema estendido até 2025, antecipando seu objetivo em 5 anos; (2) alcançar emissões operacionais neutras em carbono até 2030 como parte da meta validada cientificamente pela iniciativa Science-Based Targets (SBT) e (3) envolver-se com fornecedores em direção a uma cadeia de suprimentos neutra em carbono até 2050. Espera-se que essas metas contribuam para o objetivo do Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas (IPCC) de limitar o aumento da temperatura global a 1,5°C. A Schneider Electric também está convidando outras empresas a reduzir as emissões, oferecendo suporte por meio de produtos e serviços para ajudá-las a otimizar e encontrar eficiência em suas próprias operações.

"As mudanças climáticas são a maior ameaça à saúde e ao bem-estar de nossa sociedade. Precisamos trabalhar juntos para reduzir nossas emissões de carbono e interromper o aumento da temperatura", diz Jean-Pascal Tricoire, Presidente e CEO da Schneider Electric. "Na Schneider Electric, nosso compromisso com a neutralidade de carbono está inserido em nossas decisões e governança de negócios, mas precisamos fazer mais e mais rápido. Não apenas estamos intensificando nossos compromissos de carbono e avançando em nossa linha do tempo, mas também instando outras pessoas a tomar ações mais ousadas para reduzir as emissões de carbono e estabelecer práticas comerciais mais sustentáveis que ajudarão a preparar o cenário para um mundo pós-carbono."


Continua depois da publicidade


No caminho para a neutralidade de carbono, a Schneider Electric estabeleceu várias redes de segurança para garantir que as comunidades não sejam impactadas negativamente durante a transição. O programa de acesso à energia da empresa fornecerá eletricidade a 80 milhões de pessoas até 2030 e treinará mais de um milhão de jovens e jovens adultos carentes até 2025.

A empresa possui dois veículos de investimento de impacto destinados a apoiar startups inclusivas, cuja atividade contribui para o ODS7 (energia limpa e acessível), por meio de investimentos em ações. Os resultados esperados para esses veículos são aumentar o número de famílias e pequenas e médias empresas conectadas à rede em áreas remotas (África, Índia e Sudeste Asiático) e diminuir o número de famílias que enfrentam pobreza energética na Europa.

"O acesso à energia é um direito humano básico, mas também é crucial estarmos atentos aos efeitos do consumo de energia no meio ambiente", disse Tricoire. "Precisamos encontrar maneiras de trazer acesso às populações pobres em energia e permitir que elas se desenvolvam de maneira sustentável".

Colaborando para a neutralidade de carbono

Nos últimos 15 anos, a Schneider Electric se comprometeu a descarbonizar a si e a seus clientes por meio de ofertas inovadoras e alinhamentos estratégicos. O sucesso dessas iniciativas permitirá que a empresa suba sua meta de carbono neutro para 2025 e trabalhe em direção a uma cadeia de suprimentos carbono-zero até 2050.

"O compromisso com a neutralidade de carbono em toda a nossa cadeia de suprimentos é um empreendimento desafiador que exige que as empresas desenvolvam modelos e aumentem a colaboração com fornecedores, parceiros e clientes ", afirma Gilles Vermot Desroches, vice-presidente sênior de Sustentabilidade da Schneider Electric. "A mudança climática só pode ser superada por meio da inovação e colaboração e a Schneider Electric continuará a liderar o caminho com produtos e serviços que ajudarão a alcançar um progresso significativo em relação aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU."

A Schneider Electric adota uma abordagem colaborativa para soluções ambientais e de carbono com produtos, soluções e serviços que podem ser utilizados pelas empresas em todas as etapas de sua jornada de sustentabilidade. O programa interno Smart Factory da empresa, por exemplo, aplica as soluções EcoStruxure ™ da Schneider em toda a sua cadeia de suprimentos global. O programa demonstra que o EcoStruxure é uma das melhores soluções da categoria para aumentar a eficiência operacional e energética, enquanto os Serviços de Energia e Sustentabilidade (ESS) da Schneider ajudam os clientes a quantificar suas emissões de CO2 para acompanhar seu progresso. O recém-lançado Schneider Electric Exchange também oferece uma plataforma de crowdsourcing para ideias inovadoras que visam enfrentar os desafios do ecossistema energético.

A Schneider Electric também reforça sua contribuição para o SDG17 (Parcerias para os Objetivos), juntando-se à iniciativa Business Ambition por 1,5°C e ao grupo Global Compact LEAD.




Comentários