Máquinas operatrizes da TRW Automotive vão a leilão on-line

Fonte: Assessoria de Imprensa da Superbid - 13/09/07

A TRW Automotive, uma das maiores empresas do segmento de autopeças no Brasil, coloca a leilão máquinas operatrizes e equipamentos industriais. Entre os ativos a serem leiloados estão Transformadores, Tornos Mecânicos, Retíficas, Prensas, Geradores, entre outros. Há ainda à disposição sucatas de máquinas. São aproximadamente 60 lotes, dos quais 48 estão localizados na cidade de Três Corações – MG.

O encerramento do leilão está marcado para dia 19 de setembro, mas os lances já podem ser dados através do site da Superbid (www.superbid.net), empresa contratada para promover o leilão.

As fotos de todos os lotes, assim como informações detalhadas, estão disponíveis no mesmo site. Para fazer os lances, é necessário se cadastrar via Internet e pedir habilitação para o leilão.

Os interessados em conferir as máquinas antes da compra deverão entrar em contato com a Central de Atendimento da Superbid Leilão Oficial, através do Tel/Fax: 11 2163-7800 ou via e-mail: cac@superbid.net.

Quem comparecer no auditório da Superbid no dia do fechamento do leilão para o pregão oficial, localizado à Al. Lorena, 800, 2° andar, em São Paulo, disputará em tempo real com quem preferir dar lances via Internet. O recurso possibilita que empresas ou pessoas físicas de todo o país participem deste leilão, democratizando o processo.

Superbid 

A Superbid é especializada na avaliação e venda de ativos físicos por meio de leilões oficiais presenciais e via Internet, simultaneamente. Máquinas, equipamentos, sucatas, frotas de veículos, dentre outros materiais usados e estoques excedentes, são alguns dos ativos físicos leiloados pela empresa.

A SuperBid otimiza a recuperação do capital que as empresas investiram em ativos industriais oferecendo ao cliente serviços de avaliação dos mesmos, identificando e trabalhando oportunidades de comercialização junto aos nichos compradores e executando a venda por meio de leilões oficiais online.



Comentários