Romi investe em nova linha de moldagem para a Fundição

Linha de moldagem automática Künkel+Wagner tem capacidade de produzir até 85 moldes por hora

Já está em funcionamento a nova linha de moldagem automática da Fundição Romi, em Santa Bárbara d’Oeste, interior de São Paulo. A empresa que é líder na indústria brasileira de máquinas e equipamentos industriais é também referência no fornecimento de itens fundidos e usinados, atuando em praticamente todos os segmentos que demandam por peças de ferro fundido cinzento ou nodular.

Linha de moldagem automática Künkel+Wagner tem capacidade de produzir até 85 moldes por hora

Em um dos complexos industriais mais modernos da América Latina, a Romi produz peças fundidas e usinadas entre 10 Kg e 35 toneladas. A nova linha possibilita à empresa a fabricação em alta série de itens de até 450 kg, principalmente para os segmentos automotivo comercial, tratores agrícolas e máquinas de construção. Com isso, a empresa amplia sua capacidade de produção de fundidos de 56.500 toneladas/ano para 80.000 toneladas/ano, um aumento significativo de quase 42%.


Continua depois da publicidade


Para o Diretor-Presidente, Luiz Cassiano Rando Rosolen, a mudança na estrutura reforça a qualidade e competência oferecida pela Romi. “Essa ampliação e modernização das linhas de Fundição e Usinagem possibilita atender uma gama ainda maior de clientes, com o padrão de qualidade oferecido pela Romi.”

O processo automatizado de moldagem permite, além da modernização da produção, a fabricação de produtos de alta qualidade, menor custo operacional e aumento da produtividade. Os moldes produzidos oferecem maior estabilidade e rigidez, sendo possível obter peças com acabamento superior e dimensões constantes.

“Estamos positivos quanto à melhora do mercado industrial brasileiro, a ampliação foi fundamental para garantir que a Romi esteja preparada para atender a essa demanda. Além disso, a nova linha proporcionou uma melhora significativa nos itens que já produzimos, gerando ganhos produtivos e na qualidade final das peças fundidas.”, afirma Francisco Vita Junior, Diretor da Unidade de Fundidos e Usinados.

Além dos investimentos na nova linha de moldagem, a Romi tem ampliado seu parque de usinagem para clientes da fundição com a adição de seis novos Centros de Usinagem Horizontal ROMI PH 630 de última geração, um Centro de Usinagem Horizontal MCC 800, importada da Alemã Burkhardt+Weber (BW), além da aquisição de um novo sistema automatizado de rebarbação, novo sistema de escaneamento a laser e também está investido no desenvolvimento de sua equipe técnica, aprimorando a utilização de ferramentas de simulação de fundição, controle estatístico de processo via software e outras tecnologias. A empresa recentemente conquistou a renovação do certificado IATF 16949:2016, que a capacita a fornecer peças diretamente para as montadoras de automóveis e caminhões, e detém ainda as certificações ISO 14.001 e ISO 9001.




Comentários