Ford investe US$ 500 milhões na Rivian para ter plataforma elétrica

A General Motors estava pronta para investir. Demorou demais e viu a Amazon injetar US$ 700 milhões na startup Rivian. Daí, parece não ter gostado da associação e aparentemente desistiu do negócio. Então, eis que vem a Ford e faz mais uma injeção de capital na pequena empresa americana, agora da ordem de US$ 500 milhões.

Ou seja, a Ford não está dando a mínima para a Amazon e também quer sua parte nessa nova opção que se abriu para os fabricantes de picapes. O motivo é que a Rivian já mostrou a que veio com uma cabine dupla bem resolvida e com data para chegar: 2020. Isso sem contar o SUV de sete lugares, igualmente elétrico e versátil.

Com grande poder de tração e potência descomunal para um elétrico, a dupla da Rivian mexeu com as Big Three americanas, onde pelo menos duas delas flertaram e uma agora namora de aliança e tudo. De acordo com Jim Hackett, CEO da Ford, a aquisição de ações da Rivian não altera o que está sendo feito em veículos eletrificados.


Continua depois da publicidade


Assim, o desenvolvimento da Ford F-150 Hybrid e do crossover Mach E – inspirado no Mustang – continuam sem alterações, afinal, mudar tudo agora é algo impensável. No entanto, a empresa de Dearborn está de olho no futuro com a plataforma do tipo skate que sustenta os modelos R1T e R1S.

Para não ter problemas adiante, a Ford quer obter o controle acionário da Rivian muito em breve, injetando mais dinheiro na startup que, até então, não precisava de mais investidores, pois, dois fundos financeiros aplicaram mais de US$ 1 bilhão na empresa, suficientes para que o projeto passasse do conceito para a produção já em 2020.

A Rivian afirmou que o projeto agora está focado na produção desses dois modelos e projeta até seis produtos nos próximos cinco anos. A startup, segundo o CEO RJ Scaringe, atuará com modelos orientados para “um estilo de vida ativo e aventureiro”, diferente da proposta da Ford.

Tópicos:



Comentários