ABIMAQ solicita aporte de recursos para linhas de financiamentos agrícolas

Com o objetivo de solicitar a suplementação de verbas de linhas de crédito no segmento agrícola, como Moderfrota, Inovagro e Programa para Construção e Ampliação de Armazéns (PCA), João Marchesan, presidente do Conselho de Administração da ABIMAQ- Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos, e Pedro Estevão Bastos, presidente da Câmara Setorial de Máquinas e Implementos Agrícolas (CSMIA) da entidade, reuniram-se com os deputados  Alceu Moreira, presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), Arnaldo Jardim, vice-presidente Região Sudeste da FPA, além de  Rogério Boueri, subsecretário de Política Agrícola e Meio Ambiente do Ministério da Economia, nesta terça (16), em Brasília.

“Já prevíamos desde o fim do ano passado que os recursos do Plano Safra 2018/19 não chegariam até o fim ciclo agrícola 2018/2019, em 30 de junho, e já solicitamos na época o remanejamento de verbas de outros programas suplementar”, ressaltaram os representantes da ABIMAQ e CSMIA na reunião.

Na audiência, foi solicitado por Marchesan e Bastos especial atenção dos parlamentares no sentido de atender satisfatoriamente a demanda de investimentos especialmente para atendimento das feiras que serão realizadas, entre elas a Agrishow, que acontecerá de 29 Abril a 03 Maio, em Ribeirão Preto.

João Marchesan sugeriu que para manutenção dos investimentos, ganhos de produtividade e produção no setor agropecuário brasileiro haja aporte de R$  2,5 bilhões na linha do Moderfrota. Originalmente o pleito era de R$ 3 bilhões, mas houve recentemente um remanejamento de R$ 470 milhões para a linha. "O segmento agrícola está investindo, renovando seu parque de máquinas, que tem 50% da frota com idade média de 10 a 15 anos de uso. Não podemos perder este momento de contínuos investimentos na modernização, levando em conta que estamos entrando na era da Agricultura 4.0".


Continua depois da publicidade


Para Pedro Estevão Bastos, é importante o governo buscar alternativas a fim de aumentar a disponibilidade de crédito para investimento. “Os recursos do Programa para Construção e Ampliação de Armazéns (PCA) necessita aporte de R$ 500 milhões. Já as linhas Moderagro e Inovagro também precisam de incremento de R$ 500 milhões cada. Esta situação influencia diretamente na movimentação dos negócios no segmento agroindustrial”.

O pleito foi apresentado também para Tereza Cristina, ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), no dia 1 de abril, em Brasília. “Continuaremos nossos esforços para defender o setor de máquinas e implementos agrícolas”, reforçaram os presidentes da ABIMAQ e CSMIA.




Comentários