Sandvik Coromant inaugura nova sede em Jundiaí - SP

Depois de mais de cinco décadas instalada em São Paulo, no bairro de Santo Amaro, a multinacional sueca passa a concentrar suas operações locais na cidade de Jundiaí, no interior paulista.

Em busca de menores custos operacionais, além de melhor posicionamento estratégico e competitivo, a mudança também atendeu a necessidade de melhor atendimento aos clientes. A escolha de Jundiaí foi estratégica tanto do ponto de vista logístico quanto geográfico. A cidade fica a pouco mais de cinquenta quilômetros da capital e a cerca de 40 quilômetros do aeroporto de Viracopos. “O local oferece fácil acesso tanto para quem está no interior, quanto para quem está na capital”, comenta Claudio Camacho, vice-presidente de vendas da Sandvik Coromant para a América do Sul e Central.

A nova sede abriga o novo Sandvik Coromant Center, centro tecnológico com equipamentos e ferramentas de vanguarda, incluindo soluções para a digitalização de processos de fabricação, em sintonia com os conceitos da Indústria 4.0.

A proposta do Coromant Center é funcionar como um ambiente moderno, acolhedor e inspirador, em que funcionários e clientes possam interagir e cooperar na realização de testes e tryouts. Também viabiliza a execução de projetos de manufatura para atender possíveis demandas dos clientes, permitindo análises tanto no ambiente físico, quanto no virtual. O espaço ainda servirá para a execução de cursos práticos e teóricos, contando com um auditório para 100 pessoas e showroom integrado.


Continua depois da publicidade


“Vamos oferecer uma quantidade maior de treinamentos. Eles serão mais específicos e de qualidade elevada. Com os novos recursos, seremos até capazes de fazer treinamento daqui do Brasil para outros países, principalmente da América Latina”, detalha Camacho.

Conectividade à toda prova

O Coromant Center possui uma célula para a simulação de alguns processos típicos da indústria 4.0. Um sistema de transmissão de dados interliga diferentes máquinas, robôs e equipamentos de medição. O gerenciamento dos dados coletados permite aos clientes assimilar o funcionamento dos processos digitais e tomar decisões mais competitivas para seus negócios.

No todo foram montados quatro ambientes fabris para as demonstrações práticas. Um deles está equipado com uma máquina multitarefa Okuma Multus B 250II de cinco eixos. A célula foi instalada com todos os equipamentos necessários, para permitir a monitoração de um processo de usinagem à distância, permitindo, por exemplo, compartilhar um tryout, que esteja sendo executado, com qualquer um dos outros dezenove Coromant Centers localizados mundo a fora. Um sistema DLM (Digital Live Machining) equipado com câmaras e microfones no interior da máquina, permite transmitir um teste de usinagem para outras localidades onde hajam pessoas interessadas e autorizadas a acompanhar a experiência.

Um segundo ambiente foi montado com um centro de usinagem vertical D 800, da Romi, que viabiliza uma série de aplicações de ferramentas de alta performance na usinagem dos mais variados tipos de peças e materiais metálicos, típicos da indústria de moldes e matrizes, por exemplo.

Um terceiro ambiente foi montado com um centro de usinagem Okuma MB 5000H duplo pallet, para demonstrações práticas de variadas complexidades em operações de torneamento e fresamento.

O quarto ambiente foi equipado para aplicações regidas pelo conceito de indústria 4.0. Conta com uma máquina Mazak Quick Turn 200 MA, um robô Kuka, sistema Renishaw de medição, garras Schunk, software MasterCam e refrigeração Blaser Swisslube. A integração de todo o sistema foi desenvolvido pelo IAR – Instituto Avançado de Robótica e pela DR Promaq.

Dada a importância do evento para a empresa, na inauguração, fizeram-se presentes os seguintes executivos: Björn Rosegren – Presidente e CEO do grupo Sandvik, Nadine Crauwels -  Presidente Global da Sandvik Coromant, Eduardo Martin – Vice-Presidente Sênior de Vendas Globais da Sandvik Coromant, Sean Holt – Presidente da Sandvik Coromant para as Américas e Claudio Camacho.

Da esquerda para a direita: Sean Holt, Björn Rosegren, Claudio Camacho, Nadine Crauwels e Eduardo Martin

Björn Rosengren, comentou que “o Brasil deveria estar entre os líderes do mundo, liderando o crescimento econômico. O país é incrível e eu o admiro muito não só porque é imenso e populoso, tão grande quanto a Europa, mas porque é uma potência global e na América Latina. Tem uma economia robusta, com muitos ativos em mineração, óleo e gás e uma tradição de forte indústria de manufatura. Nossas competências estão alinhadas com o Brasil  e é por isso que esse novo Coromant Center é um grande passo para apoiar vocês do jeito certo hoje e no futuro”.

Para Nadine Crauwels, a meta é contribuir para que os clientes sejam cada vez mais competitivos, ajudando-os a reduzir custos e aumentar sua produtividade, além de ajudá-los a se inserir nos conceitos mais avançados da manufatura. “Temos aqui todas as possibilidades de realizar projetos e desenvolver processos para nossos clientes. Nosso objetivo é ampliar as fronteiras e capacitarmos os profissionais do setor para que nos tragam mais projetos e possamos crescer juntos”.

“Dentre os 19 centros de treinamento que possuímos no mundo, nenhum é tão avançado como este”, disse a executiva. “Ele é um hub de conhecimento para o Brasil. Por isso, vamos reunir as mentes mais brilhantes de diversas indústrias para moldar o futuro. Este lugar é para todos que têm um forte interesse em novas tecnologias, novas ferramentas, e no futuro da manufatura global. Este Sandvik Coromant Center não é apenas um local físico para conhecer e interagir, é também um centro digital. Temos recursos para fazer transmissões e nos conectar a outros Coromant Centers em todo o mundo, além de realizar sessões de usinagem digital ao vivo. Este é realmente um centro do futuro. E se pensarmos nele como um centro digital, não se trata apenas de conectar máquinas aqui com o mundo. Conectamos experts de diversos países, e não estamos falando apenas de ferramentas, mas de todas elas combinadas em aplicações e com conhecimentos diferentes: robôs, software, ferramentas, tudo isso para ganhar produtividade” acrescentou.

Eduardo Martin acrescentou que investir na modernidade é uma questão primordial, não só pelos benefícios econômicos imediatos, mas também porque torna a empresa mais atrativa aos jovens talentos, hoje movidos pelo interesse por um mundo progressivamente mais virtual e digitalizado.

Sean Holt, acredita na importância de se ajudar o cliente se tornar cada vez mais lucrativo. “Se o cliente ganha dinheiro, nós ganhamos dinheiro como consequência. Nas palavras dele: If customers make money. We make money”.

Para Camacho, a subsidiária brasileira alcança um novo status em tecnologia de suporte aos clientes. “Estamos muito orgulhosos por contar com um Coromant Center tão avançado como o nosso. Ele materializa a confiança de nossa matriz no mercado brasileiro, oferecendo infraestrutura e totais condições para compartilharmos conhecimento com nossos clientes”, afirma o executivo.

A mudança para uma nova sede já vinha sendo cogitada pela Sandvik Coromant desde 2015. A migração das operações administrativas de São Paulo para Jundiaí consumiu de nove a dez meses. “Foi tudo conduzido com bastante cuidado, após muitos estudos e análises. O novo ambiente é muito saudável. Transpira tecnologia! Temos absoluta certeza de que iremos transmitir esse sentimento aos nossos clientes assim que necessitem do nosso apoio e, para tanto, as portas estão abertas”.

Sobre a Sandvik

Parte do grupo de engenharia industrial global Sandvik, a Sandvik Coromant está na vanguarda no que se refere a ferramentas para manufatura, soluções de usinagem e conhecimento que impulsionam o desenvolvimento de padrões e inovações exigidos pela indústria metalmecânica, tanto hoje quanto para a próxima era industrial. Suporte educacional. Amplo investimento em P&D e sólidas parcerias com os clientes, garantem o desenvolvimento de tecnologias de usinagem que mudam, lideram e direcionam o futuro da manufatura. A Sandvik Coromant possui mais de 3.100 patentes em todo o mundo, emprega mais de 7.900 colaboradores e está representada em 150 países. Para mais informações , visite www.sandvik.coromant.com ou siga-nos nas redes sociais.

Sobre o grupo Sandvik

A Sandvik é um grupo global de engenharia de alta tecnologia que oferece produtos e serviços que aumentam a produtividade, a rentabilidade e a segurança do cliente. Temos posições de liderança mundial em áreas selecionadas – ferramentas e sistemas de ferramentas para usinagem; equipamentos e ferramentas, serviços e soluções técnicas para a indústria de mineração e escavação de rochas no setor de construção; produtos em aços inoxidáveis avançados e ligas especiais, bem como produtos para aquecimento industrial. Em 2018 o grupo tinha aproximadamente 42.000 funcionários e receitas de cerca de 100 bilhões de coroas suecas (SEK) em mais de 160 países dentro de operações contínuas.




Comentários