Siemens PLM fornece sistemas à GM para simulação na área de motores no Brasil

Solução agiliza testes e garante 80% de melhora nos processos

A Siemens PLM foi escolhida pela General Motors para o fornecimento de software de simulação nos procedimentos de indução e exaustão de motores no Brasil. A ferramenta Simcenter Start-CCM+ foi selecionada junto a engenheiros brasileiros da GM. 

“O uso do CFD [computational fluid dynamics] vai crescer muito no País. Localmente temos o etanol, que exige, por exemplo, para a S10 2.5 flex, a criação de um procedimento para melhorar a partida a frio do motor. Com a tecnologia Simcenter Start-CCM, nossa engenharia criou um experimento virtual que possibilitou a descoberta de um algoritmo para a partida a frio de injeção direta com etanol. Foi uma aplicação da solução Siemens totalmente desenvolvida no Brasil que nos posiciona como referência para países como Alemanha, Coreia e Estados Unidos no entendimento do etanol hidratado”, explica o diretor global de engenharia para transmissões automotivas da GM, Edson Luciano Duque.

A área de simulação da GM começou em 2006 com o objetivo de reduzir a quantidade de interações físicas de peças com trabalhos de motores em transmissões e análises estruturais. Na ocasião, houve a necessidade de desenvolver toda a parte de sistema de indução de ar do motor do Onix a fim de melhorar a performance dos motores. Para isso, foi preciso a simulação numérica por meio da ferramenta Star-CD, versão anterior do Simcenter Star-CCM. 


Continua depois da publicidade


“O software é muito mais rápido do que imaginei. Quando cheguei no grupo de simulação, achei que um projeto novo fosse demorar muito mais tempo para ser colocado em andamento. Não são mais necessários tantos testes e tryouts em veículos, então o Simcenter Start-CCM nos permite chegar em um produto final em menos tempo”, conta a gerente de hardware de transmissões da GM, Suzimara Ducatti.




Comentários