Mazda quer instalar fábrica no Brasil – Goiás é o estado preferido

O ano de 2019 começa com uma notícia que pode agradar muita gente. De acordo com o jornalista Amauri Segalla, da coluna Mercado S/A do jornal Estado de Minas, a Mazda quer instalar uma fábrica no Brasil. A montadora japonesa, sediada em Hiroshima, tem pretensão de abrir uma linha de montagem por aqui a partir de 2021.

A informação diz que o estado escolhido é Goiás e que a montadora já entrou em contato com autoridades locais para solicitar uma reunião. Porém, com a transição de governo no estado, as conversas que deveriam ter ocorrido originalmente este ano, ficaram para 2019, segundo fonte próxima do negócio.

Segalla coloca como uma das possibilidades, a ocupação de partes de áreas de instalações automotivas já existentes no estado, como no caso das fábricas da HPE (Mitsubishi e Suzuki) e CAOA (Hyundai e Chery), localizadas em Catalão e Anápolis, respectivamente. Nesse sentido, ainda existe uma instalação da HPE em Itumbiara (ex-Suzuki), onde aparentemente será montado o JAC T40.

Porém, a volta da Mazda ao mercado nacional via Goiás pode ser dificultada por situações recentes vividas no estado. A primeira é que a região não foi incluída no Rota 2030, no que diz respeito à prorrogação de incentivos fiscais federais específicos, que se mantêm na região Nordeste.


Continua depois da publicidade


Além disso, o governador eleito Ronaldo Caiado (DEM), afirmou que pretende reduzir os benefícios tributários para alguns setores da economia goiana, entre eles o automotivo, o que não favorece o estado num eventual investimento local. De qualquer forma, parece que a Mazda agora se apoia no novo regime automotivo, o Rota 2030, que dá previsibilidade de investimentos no Brasil.

Recentemente a montadora afirmou não ter interesse no mercado brasileiro, mas isso ocorreu quando ainda não havia sido aprovada a nova política automotiva. Com um bom tamanho e potencial de crescimento, o Brasil voltar a entrar no radar da marca japonesa, que atuou no país dos anos 90 até 2003 e que tentou retornar em 2012.

Outro ponto que ajuda numa eventual produção nacional é o fato da Mazda ter duas fábricas no México, sendo que a de Salamanca, estado de Guanajuato, pode fabricar o crossover CX-3, conforme rumores locais. A mesma faz o Mazda2 e sua versão Toyota para o mercado americano, onde é vendido como Yaris R.

A Mazda agora prepara a nova geração do Mazda2, cuja atual é feita desde 2014. Ou seja, se o mesmo for montado aqui no Brasil em 2021, provavelmente já será do modelo novo. Recentemente, a marca lançou o Novo Mazda3 em versão sedã e hatch.




Comentários