Importação e exportação de máquinas pesadas e afins: saiba como proceder em cada situação

Informações sobre o dimensionamento da carga e criação de um seguro para o carregamento são alguns dos cuidados valiosos para realizar as operações

A importação e exportação de máquinas pesadas são atividades cada vez mais comuns. Dados do Banco Central apontam que, somente em 2018, as exportações de bens e serviços devem crescer 6%, já as importações 5,9%. O crescimento de ambos ocorreu porque muitas empresas que possuem matriz em seu país de origem e que contam com filiais instaladas em diferentes países precisam de equipamentos ou tecnologias que ainda não são produzidas na localidade. Além disso, porque o preço para exportar máquinas usadas pode ser mais acessível do que comprar uma máquina nova em seu país.

Quando bem planejados, os dois serviços podem aumentar a competitividade no mercado de empresas nacionais ou de grupos multinacionais que queiram trazer seus parques fabris para o Brasil. Mas, afinal, como proceder em cada situação? De acordo com Vivian Nascimento, Consultora de Vendas de Importação e Exportação da Soimpex, empresa do Grupo Sotreq especializada em soluções e serviços de Importação e Exportação de equipamentos é importante atentar para alguns aspectos.


Continua depois da publicidade


“No momento de realizar uma das operações é imprescindível o envio das informações da forma mais completa possível sobre a carga e o destino. Além disso, deve-se averiguar os drafts (documentos) enviados para garantir a aprovação do mesmo em tempo hábil, definir bem o Incoterm (termos de negociação internacional) e atender todas as peculiaridades exigidas no destino, no caso da exportação”, descreve Vivian.

A consultora esclarece que outras cautelas também são necessárias para realizar um dos dois serviços. Entre elas, está a criação de um seguro para a carga e, ainda, informações sobre o dimensionamento da carga para definir modal e acondicionamento; valor unitário da carga para cálculos de impostos; dados referentes à origem e destino para decidir a melhor operação logística do processo e a contratação de uma trading especializada no assunto.

Documentos necessários

* Exportação: Proforma Invoice; Swift; Commercial Invoice; Packing list; Certificado de Origem; Draft do BL e BL original; Nota Fiscal; Certificado de Lavagem (no caso do destino ser Colombia e Autrália) e Declaração única de Exportação ( DUE ).

* Importação: Commercial Invoice; Packing List; Draft do BL e conhecimento de embarque ( hawb - HOUSE AIR WAY BILL ou BL original ), Declaração de Importação, Comprovante de Importação e Nota Fiscal de Entrada.
 

Compreendendo os processos

O trabalho de importação feito pela SOIMPEX pode ser contratado nas modalidades de encomenda ou por conta e ordem de terceiros. “As importações, contam com um incentivo fiscal, chamado FUNDAP, desembaraço aduaneiro com equipe especializada e nacionalização da carga com ganho de nossas negociações em escala, devido a nossa sede ser no Espírito Santo”, afirma Vivian. “Já para a exportação, a Soimpex oferece serviço de logística de exportação integrada, incluindo: formação de preço, emissão de documentos de embarque, contratação de frete nacional e internacional e acompanhamento door to door”, complementa.

Segundo a consultora de vendas, existem várias possibilidades de operação como frete interno na empresa. “Retiramos as máquinas no cliente e enviamos para a filial mais próxima. Além disso, também trazemos as máquinas para a Soimpex – Serra, direto do local de origem. O cliente pode ficar responsável, apenas, pela logística interna e nós realizamos as exportações, assim como podemos fazer o serviço completo de porta a porta”, informa.

O transporte da máquina não é o único serviço oferecido pela companhia. Os serviços de lavagem normal ou específica de acordo com exigência do porto de destino, os trabalhos de pintura, de mecânica especializada para realizar inspeções e resolver problemas técnicos, desmontagem do equipamento, armazenamento, ovação de container e amarração da carga são outras funções atribuídas à Soimpex.

“O cliente conta com a solidez e qualidade do Grupo Sotreq, nossa localização privilegiada no Espírito Santo e facilidade de distribuição nacional, follow-up de todo processo, tanto em Inglês quanto em português e com a nossa equipe especializada para atendimento da melhor solução logística. Todo o processo de Importação ou Exportação leva, aproximadamente 20 dias para ser concluído após o pagamento do Proforma Invoice, vai depender das escalas dos navios nos Portos e/ou disponibilidade no mesmo”, conclui Vivian.




Comentários