Veículo projetado de fábrica para uso de gás como combustível é testado na Itaipu

Essa é a primeira vez que equipes da Itaipu e do CIBiogás fazem testes com biometano em um veículo com a tecnologia a gás abarcada de fábrica e não adaptada.


Continua depois da publicidade


Desde a última semana, os empregados da hidrelétrica de Itaipu têm visto um veículo diferente trafegando pelas vias da usina. É um Audi A5 Sportback G-Tron branco, veículo importado da Alemanha para passar por testes no Brasil. O modelo, assim como todos da linha G-Tron, foi projetado de fábrica para funcionar com gás como combustível principal, tendo a gasolina como opção secundária. 

O carro foi apresentado à imprensa nesta segunda-feira (10) e fica na Itaipu até o final dessa semana para uma série de experimentos relacionados a potência e autonomia com uso de biometano. Para isso, será usado o combustível produzido dentro da usina. 

Essa é a primeira vez que equipes da Itaipu e do Centro Internacional de Energias Renováveis - Biogás (CIBiogás) fazem testes com biometano em um veículo com a tecnologia a gás abarcada de fábrica e não adaptada. A chegada do veículo é uma parceria entre a Audi, a Itaipu e o CIBiogás.


Continua depois da publicidade


Segundo Paulo Schmidt, superintendente de Energias Renováveis da Itaipu, a experiência da Itaipu na utilização do biometano em sua frota pesou na escolha da parceria. “Estamos tendo resultados muito satisfatórios, se avaliarmos as emissões que eram produzidas anteriormente. Ganhamos não apenas pelo uso, mas também pela forma como é produzido, aqui mesmo, na Unidade de Demonstração de Biogás e Biometano do CIBiogás”, disse.

“Faremos testes de autonomia, ligados à quantidade de biometano que pode abastecer o veículo e por quantos quilômetros ele poderá rodar”, explicou o diretor de Desenvolvimento Tecnológico do CIBiogás, Rafael Gonzalez. “Além disso, no final da semana, o veículo fará o trajeto de Foz do Iguaçu a Curitiba abastecido somente com biometano. Queremos ver como vai se sair”, completou. 

Também estão sendo feitos testes ligados à potência do motor, especialmente com a variação na produção do combustível. “Vamos produzir o gás com diferentes quantidades de metano, de 80% a 95%, e ver como o veículo responderá a cada diferente composição”, explicou Gonzalez. 

Lançado recentemente no mercado europeu, o Audi A5 Sportback G-Tron representa um marco de inovação importante pelo isso exclusivo de recursos renováveis na sua produção. Além disso, como usa o gás como combustível principal, garante a absorção de todas as emissões de CO2 geradas na sua produção.

Produção de biometano

Inaugurada há pouco mais de um ano, a Unidade de Demonstração de Biogás e Biometano é um dos marcos importantes na área de energias renováveis e de mobilidade sustentável promovidos pela Itaipu e CIBiogás. A partir da utilização de resíduos diversos, como restos de comida dos restaurantes da usina, atualmente o local abastece uma parte expressiva da frota de veículos da Itaipu com biometano e, com isso reduz de forma significativa as emissões tóxicas à atmosfera relacionadas às mudanças climáticas.




Comentários