Estudo sobre trem entre SP e interior fica pronto neste mês

Os estudos de pré-viabilidade sobre a implantação do chamado Trem Intercidades em São Paulo deverão ficar prontos neste mês. Previsto em sua integralidade para atender a uma região geográfica que engloba capital capital, sua região metropolitana e locais como Santos, Sorocaba, Campinas e São José dos Campos, o projeto de implantação do trem já é discutido há pelo menos cinco anos.

A proposta inicial é ligar São Paulo a Americana, num trajeto de 135 quilômetros e nove estações, transportando diariamente até 60 mil passageiros. Em fevereiro, o governo paulista assinou autorização para que a Secretaria de Logística e Transportes, via DER (Departamento de Estradas de Rodagem), contratasse um estudo para desenvolver um novo sistema de transportes para essa vasta região.

O prazo de execução é de 20 meses. Mas, contados 90 dias da assinatura, prazo que vence no fim deste mês, deverão ser disponibilizados estudos sobre a implantação do Trem Intercidades entre a capital e Americana.

Conforme o governo, a meta é “demonstrar tecnicamente a possibilidade do compartilhamento das vias férreas” entre transporte de cargas e de passageiros.

Quando estiver pronto, o estudo será enviado à União para a definição de regras de compartilhamento da ferrovia. É preciso que o governo federal libere as linhas sob sua gestão para que os trens de passageiros as utilizem.

A licitação internacional para o projeto custou US$ 6 milhões (R$ 21,6 milhões, ao câmbio da última sexta-feira). Ele está sendo feito pelo consórcio Pró-TL -composto por cinco empresas.

Tópicos:
              



Comentários