Mecânica 2018 se renova, fazendo frente aos novos desafios do mercado de feiras industriais

A 32ª edição da Feira Internacional da Mecânica, ocorrida de 24 a 27 de abril, pela primeira vez, no Expo Center Norte, apresentou várias mudanças, visando manter a tradicional atratividade do evento, mesmo com a saída do grupo de expositores associados à ABIMAQ.
 
De acordo com o presidente da Reed Exhibitions, Fernando Fischer, a MECÂNICA MANUFACTURING EXPERIENCE mudará a cada edição, porque deve evoluir com a indústria que representa. 

Para preparar as mudanças da MECÂNICA a Reed Exhibitions encomendou uma pesquisa com mais de 100 empresas, além de ter visitado e analisado as melhores referências mundiais no setor de eventos para a indústria, com o objetivo de adequar-se ao novo cenário industrial conhecido como indústria 4.0 ou manufatura avançada. 

Os grupos de empresas foram divididos em segmentos relacionados diretamente com o ambiente da indústria 4.0. Assim, foi possível aos visitantes, entrar em contato com as novidades mais recentes de setores industriais, tais como: Componentes Industriais, Logística & Movimentação, Maquinário e Suplementos, Automação Industrial e Manufatura Digital.

Com a ausência dos grandes e tradicionais fabricantes de máquinas, notou-se uma mudança do perfil de expositores. Ficou evidente a participação de um maior número de expositores estrangeiros, com destaque para as empresas asiáticas, que se agruparam em estandes coletivos, embora cada um com propostas e portfólios de produtos distintos.

A fim de proporcionar maior interação entre expositores e visitantes, foram montados vários auditórios abertos e estrategicamente distribuídos ao longo do passeio, onde especialistas palestravam sobre novas tecnologias e alternativas para a indústria moderna. 


Continua depois da publicidade



Arena da robótica, um oásis tecnológico ante uma indústria carente de competitividade 

Clique aqui para ler.




Comentários