Missão à lua: Stratasys faz parceria com a Lockheed Martin e a Padt para imprimir em 3D peças avançadas para a missão Orion da Nasa

A Orion é a espaçonave com a qual a NASA voltará a enviar astronautas à Lua – e além

As impressoras e materiais 3D da Stratasys fornecem níveis extremamente elevados de resistência, durabilidade e propriedades térmicas para alimentaras missões no espaço profundo.

Variante do novo material Stratays Antero ™ 800NA, baseado em PEKK, oferece funcionalidade ESD (Electro Estática Dissipativa) para propriedades mecânicas, químicas e térmicas avançadas.

A Stratasys (Nasdaq:SSYS), líder global em soluções de tecnologia aditiva aplicada, e a Phoenix Analysis & Design Technologies, Inc. (PADT) anunciaram uma parceria com a Lockheed Martin Space para fornecer peças impressas em 3D para a espaçonave Orion, da NASA, que irá explorar o espaço profundo. A chave do projeto são os materiais avançados da Stratasys - incluindo uma variante de ESD do novo Antero ™ 800NA, um termoplástico à base de PEKK que oferece propriedades mecânicas, químicas e térmicas de alto desempenho.

A Orion é a espaçonave com a qual a NASA voltará a enviar astronautas à Lua – e além. Seu voo de testes, apelidado de Exploration Mission-1 (EM-1), será a primeira missão de integração com o foguete mais poderoso do mundo, o Space Launch System, onde uma versão não tripulada da espaçonave voará milhares de quilômetros além da Lua. A missão irá durar aproximadamente três semanas.


Continua depois da publicidade


O próximo voo da Orion, o EM-2, também se aproximará da Lua, mas com astronautas a bordo – a primeira do tipo desde 1972 –  e permitirá à NASA se preparar para missões cada vez mais complexas no espaço profundo. A missão terá a bordo mais de 100 peças impressas em 3D, projetadas em conjunto pela Stratasys, Lockheed Martin e PADT.

As peças impressas em 3D para o veículo Orion da NASA são produzidas no Laboratório de Manufatura Aditiva da Lockheed Martin em conjunto com a PADT, que agora emprega as mais recentes impressoras e materiais 3D da Stratasys. Utilizando materiais avançados como a resina ULTEM 9085 ™ e o novo material Antero, que incorpora a funcionalidade crítica ESD (Electro-Static Dissipative - ESD), as peças puderam atender às exigências da NASA para missões no espaço profundo. O Antero é ideal para atender aos requisitos de resistência a calor e resistência química estipulados pela Agência Espacial Norte-Americana, além de ser capaz de suportar altas cargas mecânicas.

"Trabalhar com a PADT, a Stratasys e a NASA nos permitiu obter construções altamente consistentes, que superam a simples produção de um protótipo e avançam para a fase de produção", afirma Brian Kaplun, gerente de manufatura aditiva da Lockheed Martin Space. "Não estamos apenas criando peças, estamos reformulando nossa estratégia de produção para tornar a espaçonave mais acessível e mais rápida de produzir".

A colaboração entre a Lockheed Martin, Stratasys e PADT é diferenciada pela capacidade de criar consistência e repetibilidade em escala de massa em todo o processo de produção de peças impressas em 3D. A Lockheed Martin é também um dos primeiros clientes a utilizar o Antero da Stratasys, usando o novo termoplástico para fabricar uma peça de aplicação crítica, situada fora da escotilha de acoplamento da Orion. A peça consiste em seis componentes individuais impressos em 3D, presos um ao outro para formar um anel no exterior da embarcação. “As condições ambientais das viagens espaciais exigem o uso de materiais de altíssimo desempenho e os mais rigorosos processos de fabricação da indústria. A integridade e a repetibilidade das peças são essenciais e devem passar pelo exigente processo de teste e validação da NASA ”, diz Scott Sevcik, vice-presidente de manufatura da Stratasys. “Com base em décadas de experiência no fornecimento de soluções de manufatura aditiva fortes e leves para empresas líderes da indústria aeroespacial, a tecnologia da Stratasys é ideal para atender aos processos de fabricação de alta confiabilidade exigidos para a produção de peças na exploração espacial”.

Escotilha feita com peças impressas em 3D

"É empolgante fazer parte da missão da Orion e dos esforços da Lockheed Martin nesta transição da manufatura aditiva da prototipagem para a produção", comenta Rey Chu, diretor e co-proprietário da PADT. “A tecnologia e os materiais de manufatura aditiva percorreram um longo caminho para se tornar uma opção completa de fabricação de uso final”.

Sobre a Stratasys

A Stratasys é líder mundial em soluções de tecnologia aditiva aplicada para as indústrias, incluindo aeroespacial, automotiva, saúde, bens de consumo e educação. Por quase 30 anos, um foco intenso e contínuo nos requisitos de negócios dos clientes tem alimentado inovações significativas - 1.200 patentes de tecnologia aditivas concedidas e pendentes - que criam um novo valor nos processos do ciclo de vida do produto, desde protótipos de design até ferramentas de fabricação e peças para uso final. O ecossistema de impressão 3D Stratasys de soluções e expertise - materiais avançados; software com controle de nível de voxel; impressoras 3D FDM e PolyJet precisas, replicáveis e confiáveis; serviços especializados em aplicações; peças sob demanda e parcerias que definem a indústria – trabalham para assegurar uma integração perfeita no fluxo de trabalho em constante evolução de cada cliente. Cumprindo o potencial real da manufatura aditiva, a Stratasys oferece aplicações inovadoras específicas para a indústria que aceleram os processos de negócios, otimizam as cadeias de valor e impulsionam as melhorias no desempenho dos negócios para milhares de líderes prontos para o futuro em todo o mundo. Sedes corporativas: Minneapolis, Minnesota e Rehovot, Israel. Online em: http://www.stratasys.com, http://blog.stratasys.com e LinkedIn.

A Stratasys é uma marca registrada e o selo Stratasys é uma marca registrada da Stratasys Ltd. e / ou de suas subsidiárias ou afiliadas. Todas as outras marcas comerciais são propriedade de seus respectivos proprietários.

Tópicos:



Comentários