Hypertherm comemora 50 anos de inovação em corte industrial

Empresa é a responsável pela invenção do corte a plasma com injeção de água

A Hypertherm, referência em soluções para corte industrial, comemora em 2018 cinco décadas dedicadas à inovação. Para celebrar a data, a empresa promoverá ao longo do ano diversas campanhas nas mídias digitais. Já em relação aos eventos comemorativos, os destaques ficam por conta da recuperação de uma “cápsula do tempo” enterrada há muitos anos e da visita do fundador da Hypertherm, Dick Couch, a todas as instalações da companhia distribuídas pelo mundo – no Brasil, o encontro está agendado para a primeira quinzena de maio.

“Tenho muito orgulho do que alcançamos. Começamos como uma fabricante de sistemas de plasma e chegamos à posição de fornecedora mundial de soluções de corte. É gratificante saber que fizemos tudo isso enquanto nos tornávamos uma empresa integralmente de propriedade dos funcionários, que continuam comprometidos em fornecer soluções e em construir relacionamentos de longo prazo com nossos clientes”, afirma Couch.

Nascida em uma pequena garagem na cidade de Hanover, nos EUA, hoje a Hypertherm fornece equipamentos para a construção de navios, trens, veículos, edifícios e pontes, entre muitos outros produtos e estruturas. Em 1968, Couch e o professor universitário Bob Dean descobriram que, ao injetar água radialmente dentro de um bico de corte a plasma, um arco mais estreito era formado, possibilitando cortar metais com mais precisão e rapidez, praticamente eliminando escórias pesadas e o arco duplo. Foi inventado, assim, o corte a plasma com injeção de água.

“O objetivo da Hypertherm sempre foi ajudar os clientes a reduzir o custo operacional e melhorar o desempenho de corte, para que eles possam aumentar sua lucratividade. Isso é o que continuamos a fazer. Ao firmarmos parcerias com nossos clientes, nós os ajudamos a identificar a solução certa para alcançar as suas metas”, comenta Evan Smith, presidente e CEO da Hypertherm. “Quando dizemos que estamos ‘Shaping Possibility’ (“dando forma às possibilidades”), estamos ajudando os nossos clientes a concretizar suas ideias”.

A Hypertherm, prossegue Smith, continua a priorizar as inovações com foco nos clientes. Por meio de investimentos expressivos em pesquisa e desenvolvimento, as equipes de engenharia da empresa são responsáveis por trazer diversas tecnologias de ponta ao mercado. “Dentre elas, vale a pena mencionar os lançamentos do HyDefinition, do HyPerformance e, mais recentemente, dos processos com plasma X-Definition, para oferecer tecnologias de plasma a ar de alta eficiência e consumíveis com maior vida útil”, ele completa.

Popularização do plasma no Brasil

A operação brasileira da Hypertherm teve início em 2012. À época, lembra Erasmo Lima, diretor regional, o plasma era muito pouco utilizado no país – ficava restrito a cortes de aço inox e alumínio que não podiam ser feitos com oxicorte.

“Após os nossos primeiros lançamentos no Brasil, o plasma começou a se tornar mais popular, graças à combinação de alta tecnologia com facilidade de uso dos equipamentos”, comenta. Em paralelo, Lima ressalta a importância para o mercado local de a Hypertherm ter investido em infraestrutura contínua de suporte. “Daí levando em conta tanto os serviços técnicos como o acesso a consumíveis e peças de reposição”.

Presente em 93 países, no Brasil a Hypertherm conta com uma base na cidade de Guarulhos e um Centro de Distribuição (CD) em Cajamar, ambas no estado de São Paulo. Além de fabricar equipamentos para corte a plasma, laser e jato d'água, a Hypertherm fornece uma solução completa para o corte industrial, com produtos de automação (controladores de altura e CNC) e softwares de otimização de processo (CAD/CAM). Também é especialista no desenvolvimento e produção de tochas e consumíveis de alta performance. Mais informações em www.hypertherm.com

Tópicos:



Comentários