Importação de bens de capital volta a crescer, diz pesquisa

Estudo da Abimei aponta crescimento de 6,24% na compra de máquinas e equipamentos industriais em julho ante junho de 2017.

O mês de julho registrou, pela primeira vez em quatro meses, uma retomada na importação de bens de capital no Brasil, com aumento de 6,24% ante junho. Na contramão, nesse mesmo período as importações totais do país caíram mais de US$ 120 bilhões na comparação com o mês anterior. Os dados são de um estudo realizado pela ABIMEI (Associação Brasileira dos Importadores de Máquinas e Equipamentos Industriais).

Apesar da leve expansão, o ano de 2017 continua sendo um dos piores da história para o setor importador de máquinas. Na comparação do acumulado até julho de 2017 ao mesmo período do ano passado, a retração é de 42,2% nas importações de bens de capital.

“O cenário começa a dar sinais positivos. Importar mais equipamentos e máquinas e menos bens de consumo contribui para a produtividade e, inclusive, para que possamos crescer nas exportações”, afirma o presidente da ABIMEI, Paulo Castelo Branco.

“O Brasil vem incentivando o consumo e não a produção, o que criou esse processo inflacionário, endividou as famílias e aleijou a capacidade de investimentos. Temos que reverter a situação”, afirma o dirigente.




Comentários