Suzano Holding negocia venda de Petroquímica à Petrobras

Fonte: Estadão OnLine/Reuters - 03/08/07

 A Suzano Holding informou nesta sexta-feira, 3, que está negociando a venda de sua petroquímica à Petrobras, segundo comunicado da empresa divulgado ao mercado. "Encontram-se em curso negociações com a Petrobras visando a possível aquisição da totalidade das ações detidas, direta ou indiretamente, pelos controladores da Suzano Holding no capital da Suzano Petroquímica", informa o comunicado.

A Suzano Petroquímica confirmou que o valor da negociação é de cerca de R$ 2,1 bilhões e divulgou ainda que "mais detalhes sobre a operação serão prontamente disponibilizados ao mercado com o desfecho das referidas negociações". Procurada, a Petrobras recusou-se a comentar o assunto.

A negociação das ações da Suzano Petroquímica na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) foi suspensa às 12h15, à espera da divulgação de fato relevante. A ação preferencial (PN, sem direito a voto) da Suzano Petroquímica subia 1,58%, para R$ 5,79 reais, quando as negociações foram suspensas.

A Suzano Petroquímica, segunda maior produtora de resinas plásticas do Brasil depois da Braskem, teve lucro líquido recorde de R$ 71,5 milhões no segundo trimestre.

A empresa possui capacidade para produção de 685 mil toneladas por ano de polipropileno, distribuída em suas três unidades industriais em São Paulo, Rio de Janeiro e Bahia. Por meio de expansão nas unidades de Mauá (SP) e Duque de Caxias (RJ), a capacidade de produção da Suzano será ampliada em mais 190 mil toneladas por ano até 2008, segundo informações do site da companhia.

A Suzano e a Petrobras são sócias na Rio Polímeros (Riopol, complexo petroquímico no Rio de Janeiro). A primeira tem participação de 33% do negócio, enquanto a estatal petrolífera detém 16,7%.
Tópicos:



Comentários