“Setor automotivo precisa entender que inovação vai além de P&D”

Pieracciani diz que é um bom momento para que a indústria reveja estratégia.

Inovar está na lista dos principais desafios das empresas dos mais variados setores. Não é diferente entre as companhias automotivas, o problema é que muitas delas tratam o assunto da maneira errada, aponta Valter Pieracciani, diretor da Pieracciani, consultoria especializada no tema. “O setor automotivo precisa entender que inovação vai além de Pesquisa & Desenvolvimento (P&D) e engenharia. As companhias concentram muitos esforços aí e não percebem outras oportunidades”, avalia. 

Ele aponta, no entanto, que a concorrência com empresas de tecnologia e fornecedores de serviços de mobilidade começa a assustar as empresas tradicionais da cadeia produtiva, que acabam travadas sem saber como gerar inovação além da puramente tecnológica. “Esta é uma boa hora para repensar a estratégia nessa área”, diz. O consultor explica que não há receita pronta, mas o trabalho em alguns pontos pode acelerar o processo de inovação em grandes companhias. Ele enumera quatro pilares principais: 

- Estratégia de inovação: contempla iniciativas internas e a inovação aberta, em colaboração com startups ou universidades. “O ponto de partida é entender o objetivo que a empresa busca ao inovar”, diz.
- Processos de inovação: aqui, aponta, é essencial estabelecer etapas e caminhos para escoar e lapidar as novas ideias e projetos, dando impulso para que eles evoluam.
- Pessoas: é essencial desbloquear a capacidade de inovação das pessoas, normalmente tão restrita pelas tarefas e pressões do dia a dia. “A inovação é humana e depende de emoção”, defende.
- Ecossistema de inovação: contempla tanto o ambiente interno da corporação quanto o relacionamento com fornecedores, clientes e startups.

“As empresas precisam se perguntar como estão em cada um destes pontos”, diz. Pieracciani reforça que o conceito atual, que faz com que startups se tornem empresas com alto valor de mercado em poucos meses ou anos, é a inovação centrada nas pessoas, com foco do cliente. Na visão dele, é esta a lição de casa das companhias da cadeia automotiva. 


Continua depois da publicidade


Desenvolver a inteligência coletiva para inovar

O desafio de inovar na indústria automotiva é tema do ABLab Inovação, encontro para debater e construir inteligência coletiva sobre o assunto. O evento acontece no próximo dia 22 de agosto como programação paralela do Workshop Planejamento Automotivo 2018, que Automotive Business promove em São Paulo. O debate contará com a participação de Valter Pieracciani e de Jaakko Tammela, designer especialista em inovação e em novos modelos organizacionais. 

O ABLab tem vagas limitadas a um pequeno grupo de participantes do Workshop Planejamento. Interessados podem se inscrever em www.planejamento2018.com.br. O evento contará ainda com mais uma sala especial, a Cenários 2025 que contará com o consultor Paulo Cardamone para apresentar as expectativas para a indústria nacional. Já na programação principal do evento, no auditório do complexo WTC, serão abordados aspectos que as empresas precisam levar em conta ao desenhar a estratégia para o próximo ano. Entre os participantes estão representante da Anfavea, George Rugitsky, conselheiro do Sindipeças, Letícia Costa, da Prada Assessoria e muitos outros especialistas no setor automotivo.




Comentários