China cria fundo de US$ 11,6 bi para reformar setor siderúrgico

Fundo ajudará o setor a reduzir excesso de capacidade, fechar usinas deficitárias, acelerar fusões e promover cooperação internacional sobre produção.

A China quer levantar até 80 bilhões de iuanes (11,6 bilhões de dólares) para um fundo de investimento voltado à reestruturação de seu setor siderúrgico, afirmou o governo em comunicado nesta sexta-feira.

O fundo será administrado por um veículo de gestão no qual a principal siderúrgica chinesa, a China Baowu Steel Group, o sino-americano Green Fund e o China Merchants Group contribuíram cada com 1 bilhão de iuanes como capital inicial.

O valor do fundo ficará entre 40 bilhões e 80 bilhões de iuanes (5,8 bi a 11,6 bilhões de iuanes), afirma o comunicado.

A China é o maior produtor e consumidor de aço do mundo e embarcou em reformas para reduzir excesso de capacidade no setor.

O fundo ajudará o setor siderúrgico a reduzir excesso de capacidade, fechar usinas deficitárias, acelerar fusões e reorganizações de empresas e promover cooperação internacional sobre produção, disse o presidente da Baowu, Ma Guoqiang.

Tópicos:



Comentários