Original Filter nacionaliza produção e expande fábrica em Cotia

Fabricante de filtros automotivos reduz custos e otimiza estrutura da planta, investindo R$ 1,5 milhão e gerando 50 empregos.


Continua depois da publicidade


A fornecedora de autopeças Original Filter está ampliando sua planta de Cotia, nacionalizando grande parte de sua produção de filtros e gerando 50 postos de trabalho. O projeto conta com apoio da Investe São Paulo, a agência de promoção de investimentos e exportação ligada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado de São Paulo.

Até o momento, a maior parte dos itens do portfólio da empresa – filtros de ar, óleo, combustível e hidráulicos para modelos de motores a diesel de caminhões, ônibus, utilitários, fora-de-estrada, equipamentos agrícolas, motores estacionários, etc. – era fabricada por parceiros no exterior. A nacionalização vai tornar a Original Filter menos suscetível a flutuações do câmbio e prazos externos de produção.

“Poderemos reduzir custos e ter preços mais competitivos em produtos em que o peso dos tributos e dos custos aduaneiros complicavam o negócio. Também vamos poder ter maior controle de qualidade sobre os produtos de nossa marca”, afirma Gabriel Lepera, diretor da empresa.

Para o diretor de investimentos da Investe SP, Ermínio Lucci, a expansão evidencia uma tendência do setor. “A cadeia automotiva do Estado de São Paulo continua se desenvolvendo e se expandindo principalmente no interior do Estado, tornando-se cada vez mais complexa, o que faz com que diversos clientes da cadeia automotiva nos procurem para usufruir de todas as vantagens que a infraestrutura logística do Estado oferece”, afirma. A agência ajudou a empresa em processos legais e com informações estratégicas.

A expectativa da Original Filter é de que a empresa cresça 40% nos primeiros 12 meses de operação com a escala ampliada. O foco será nos filtros de ar, óleo, combustível e hidráulicos  para motores da linha pesada (caminhões , ônibus, máquinas e equipamentos e transporte agrícola), já que esses produtos têm maior demanda no Brasil.”.


Continua depois da publicidade


A empresa atende atualmente uma média de 350 clientes por mês. A expansão envolve investimentos de R$ 1,5 milhão e será feita em uma área de 1,5 mil metros quadrados, sendo mil construídos.




Comentários