Fácil de aplicar, galvanização a frio mantém metais das indústrias protegidos da corrosão

A galvanização a frio oferece a mesma proteção que a galvanização a quente, com a vantagem de permitir retoques ou proteção total de estruturas “in loco” na própria indústria, sem perda de tempo com desmontagem e locomoção das peças

Para resistir aos efeitos da corrosão, os metais ferrosos de equipamentos e estruturas utilizados pela indústria recebem uma camada de galvanização a quente no momento em que são produzidos. O problema é que com o passar do tempo, associado à intempérie e ao desgaste natural, os metais perdem parcialmente esta camada protetora e muitas vezes não podem ser desmontados e transportados para um novo banho de galvanização a quente - que exige uma infraestrutura com temperatura acima de 450°C para a fusão do zinco.

De acordo com a fabricante de especialidades químicas Quimatic Tapmatic, a solução para estes momentos é a galvanização a frio, que além de não exigir mão de obra especializada, é fácil de aplicar com pincel, rolo ou lata aerossol.

Imagem: Divulgação

“A galvanização a frio oferece a mesma proteção que a galvanização a quente, com a vantagem de permitir retoques ou proteção total de peças feitas “in loco” na própria indústria, sem perda de tempo com desmontagem e locomoção das peças”, explica Marcos Pacheco, químico Sênior Quimatic Tapmatic.

Segundo o profissional, da mesma forma que a galvanização a quente, a camada protetora da galvanização a frio resiste a temperaturas extremas, o que faz com que a solução seja utilizada por companhias dos mais diversos segmentos, como indústrias de alimentos, frigoríficos, companhias do setor químico, naval, agrícola, de petróleo, mineração, entre outros.

Para garantir praticidade e alta qualidade na galvanização a frio, a Quimatic Tapmatic disponibiliza o CRZ. Ideal para aplicação em pontos de solda e todas as estruturas de ferro e aço que necessitam de extrema proteção anticorrosiva por estarem ao ar livre, enterradas ou submersas, o produto forma uma camada protetora que penetra na porosidade da superfície metálica, aumentando ainda mais a resistência à corrosão.


Continua depois da publicidade


CRZ possui elevado índice de metal galvânico em sua composição (86%), resiste a temperaturas extremas de -50°C a 250°C contínuos com picos de até 400°C e foi aprovado em teste de mais de 1.200 horas em câmara de névoa salina (salt-spray). A adesão ao metal é intensificada pela tecnologia "Lectrol", exclusiva da Quimatic Tapmatic, que ativa a proteção catódica contra a ferrugem.

O produto está disponível em embalagens metálicas de 225 ml, 900 ml, 3,6 litros, 18 litros e latas em aerossol de 300 ml. Para mais informações sobre a solução da Quimatic Tapmatic para a galvanização a frio, acesse: www.quimatic.com.br/produtos/anticorrosivos/crz/




Comentários