GoiásFomento oferece financiamento para energia solar

Lançamento aconteceu no dia 16 de fevereiro, no Palácio das Esmeraldas, com as presenças do governador Marconi Perillo, do secretário Vilmar Rocha e do presidente-executivo da Absolar, Dr. Rodrigo Sauaia.

A partir de segunda-feira (20), pequenas e microempresas, além de empreendedores individuais que quiserem investir em serviços e projetos que proporcionem economia no consumo de energia já terão disponível a linha GoiásFomento Eficiência Energética. Nesta semana, o conselho de Administração da GoiásFomento aprovou a ampliação de valores de financiamento para o segmento que pretende investir em energia solar. Micro e pequena empresa terão limite máximo financiável de R$ 200 mil e o microeempreendedor individual terá limite máximo financiável de R$ 30 mil. O prazo para pagamento poderá ser de até 60 meses, com carência de até seis meses. Os juros por mês serão de 1,53%.

“É uma forma de incentivar o empresário a obter o melhor desempenho na produção de um serviço com o menor gasto de energia”, diz o presidente da agência de Fomento, Henrique Tibúrcio. “A agência cumpre também seu papel na preservação do meio ambiente ao estimular o empreendedor a modernizar seus equipamentos e seus processos, utilizar energia alternativas, como a solar, reduzindo a demanda por energia elétrica”. Ele lembrou ainda que além de colaborar com ações em prol da sustentabilidade no Estado, a proposta contribui para geração de emprego e renda.

“A GoiásFomento viu que, com essa linha de crédito, nós teríamos um projeto que toda instituição financeira quer financiar, pois se trata de uma economia visível, com inadimplência muito baixa. É algo palpável. Portanto, a GoiásFomento teve todo interesse em aprovar o mais rápido possível essa ampliação no limite de crédito. A energia solar é uma tecnologia que precisa ser disseminada para toda a sociedade”, ressaltou Tibúrcio.

Programa Goiás Solar

Nesta quinta-feira, dia 16, o governador Marconi Perillo lançou o Programa Goiás Solar, como parte do esforço do Governo para a elaboração de políticas públicas e adoção de medidas que incentivem o consumo e a geração de energias limpas e renováveis, especialmente a solar, valorizando os recursos naturais estratégicos para o crescimento sustentável da economia goiana, o desenvolvimento de novos negócios, a geração de empregos, a preservação ambiental e o incentivo da cadeia produtiva.


Continua depois da publicidade


Financiamento 

A linha de financiamento da GoiásFomento é um dos pontos estratégicos criados com foco para incentivar e fomentar esse tipo de energia. Entre as principais ações do programa estão também, a criação da linha de crédito FCO SOL, com lançamento programado para o primeiro semestre de 2017; simplificação do licenciamento ambiental para os empreendimentos de energia solar fotovoltaica; instalação de placas de geração de energia fotovoltaica nas casas de Habitação Social, programa já em andamento pela Agehab.

​Além dessas ações, o Goiás Solar também buscará articular, com outras instituições financeiras públicas e privadas, o lançamento de linhas de crédito adequadas ao fomento da energia solar fotovoltaica, promoverá a interlocução com as concessionárias para a simplificação e agilidade dos processos de habilitação dos empreendimentos, viabilizará o acesso a suprimento de energia para consumidores em geral, melhorando a qualidade e acesso as linhas de transmissão, a eficiência e a competitividade.




Comentários