Balança de autopeças terá déficit de US$ 4,97 bi

Nova projeção do Sindipeças é 23% maior que o valor estimado em junho

O déficit na balança comercial de autopeças em 2016 será ao menos 23% maior que o estimado anteriormente pelo Sindipeças. O Sindicato Nacional da Indústria de Componentes para Veículos Automotores elevou para US$ 4,97 bilhões a projeção de déficit na balança. No estudo anterior, de junho, a entidade estimava US$ 4,03 bilhões. 

Até a metade do ano o Sindipeças projetava exportar US$ 7,95 bilhões em componentes, mas a nova estimativa reviu para US$ 6,53 bilhões o total de embarques. A atualização traz queda também nas importações, mas de R$ 11,97 bilhões para US$ 11,5 bilhões, recuo insuficiente para conter o avanço do déficit. 

A estimativa de faturamento nominal se manteve em R$ 63 bilhões, com queda de 4,5% ante 2015. A projeção atualizada traz ligeira correção de 6,3% nos investimentos em 2016, antes em US$ 414 milhões e agora em US$ 440 milhões. A correção foi ligeiramente maior na estimativa de investimentos para 2017. O valor subiu de US$ 411 milhões para US$ 460 milhões.




Comentários