Maior missão comercial de empresários brasileiros à Argentina deve gerar mais de R$ 100 milhões

Ação realizada pela Investe SP leva 160 empresários brasileiros para fazer 478 contatos com 255 empresários argentinos em rodadas de negócios e visitas a potenciais compradores.

A Investe São Paulo divulgou nesta quinta-feira (22), os resultados da maior missão comercial realizada com empresários brasileiros para a Argentina nos últimos anos. A estimativa é que os 478 contatos comerciais feitos pelas 160 empresas brasileiras e 255 argentinas gerem R$ 5 milhões em negócios imediatos e R$ 110 milhões ao longo dos próximos 12 meses.

A ação foi realizada entre os dias 2 e 4 de novembro com apoio da Apex-Brasil, a Agência Brasileira de Promoção de Investimentos e Exportações, da Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção (ABIT) e do Arranjo Produtivo Local do Álcool (APLA), e envolveu rodadas de negócios, visitas técnicas e encontros de relacionamentos.

“O grande sucesso desta missão foi o estreitamento das relações entre empresários brasileiros e argentinos de diversos setores. A iniciativa mostra o potencial de negócios que ainda pode ser gerado principalmente entre o Estado de São Paulo e a Argentina”, comenta o presidente da Agência, Juan Quirós.

Um dos marcos da missão foi o encontro entre o Governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, e o presidente da Argentina, Maurício Macri, na Casa Rosada, após a abertura oficial da missão. Confira aqui os detalhes.

A ação também contou com as seguintes parcerias: Associação das Indústrias de Máquinas e Equipamentos (Abimac), Associação Brasileira das Indústrias de Higiene Pessoal e Limpeza (Abihpec) e da Associação Brasileira da Indústria de Iluminação (Abilux).

Conexão SP - Argentina

Historicamente, a Argentina sempre foi um parceiro comercial importante para São Paulo. Hoje, por exemplo, o Brasil tem mais de 5 mil empresas que exportam para a Argentina, e mais da metade delas está no Estado.

Segundo o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, o país portenho figura hoje na segunda colocação do ranking de países para os quais São Paulo mais exporta, perdendo apenas para os Estados Unidos.


Continua depois da publicidade


Nesse comércio bilateral, as pequenas e médias empresas paulistas têm apresentado uma atuação de destaque nos últimos anos.

De acordo com o MDIC, 82% das empresas paulistas que exportaram para a Argentina em 2015 venderam até US$ 1 milhão – o que aponta para uma provável maior participação de pequenas e médias empresas no comércio de São Paulo com o país. A missão da Investe SP teve o objetivo de consolidar e ampliar a atuação no comércio externo principalmente desse segmento do mercado.

Tópicos:



Comentários