Syngenta investe US$ 240 milhões em expansão de fábricas no Brasil e na Suíça

Empresa suíça vai produzir fungicida e sementes de milho no interior de São Paulo e Goiás.

A empresa suíça Syngenta anuncia investimentos de US$ 240 milhões em duas fábricas no Brasil e outra na Suíça, com o objetivo de atender "uma demanda cada vez maior" por sementes e produtos químicos. 

As fábricas no Brasil que receberam novos investimentos foram as de Paulínia (SP) e de Formosa (GO), além do local mantido pela empresa em Kaisten, na Suíça. "Esses projetos vão garantir que maior eficiência seja atingida", disse a companhia, em um comunicado publicado na manhã desta terça-feira, 4, na Basileia. 

Com 28 mil funcionários em 90 países, a Syngenta é uma das maiores empresas do setor agrícola no mundo.

De acordo com a Syngenta, a fábrica de Paulínia "é a primeira na América Latina a usar a tecnologia PEPITE" e será dedicada à produção de um fungicida para a soja, o Elatus. O uso dessa fórmula melhoraria o transporte de ingredientes, garantindo uma "proteção sistemática e rápida" da colheita. Na América Latina, as vendas do fungicida produzido pela Syngenta chegaram a US$ 400 milhões em 2015. 

Segundo a empresa, o fungicida permite um controle maior da produção e maior produtividade para os fazendeiros. 
Já em Formosa, a Syngenta indica que a produção de sementes de milho foram multiplicadas por quatro. "O local vai aumentar sua capacidade de produção de 400 mil sacas por ano para 1,6 milhão", indicou a companhia. 

Já os investimentos na Suíça tem como meta aumentar a produção de um herbicida usado para produtos destinados à colheita da soja e milho. "Com esses investimentos na expansão da capacidade de produção, confirmamos nosso compromisso de longo prazo com o desenvolvimento agrário e com a meta de trazer inovação para as mãos dos produtores", disse Mark Peacock, chefe de operação da empresa na Suíça. 




Comentários