Pernambuco terá investimento de R$ 544 milhões em projetos industriais

Empreendimentos serão responsáveis pela geração de 920 empregos diretos.

O investimento de R$ 400 milhões na ampliação da fábrica da Ambev, no município de Itapissuma, alavancou a 95ª reunião do Conselho Estadual de Política Industrial, Comercial e de Serviços (Condic), realizada na manhã de ontem (26). Foram aprovados incentivos fiscais para 31 projetos, que vão representar um aporte de R$ 554,1 milhões e a geração de 920 empregos diretos. A reunião sinalizou uma melhora na atração de empreendimentos, superado o resultado das reuniões “magras” da primeira metade do ano.

“Nós dividimos o ano em dois semestres e o primeiro sofreu os efeitos do agravamento da crise econômica. A partir de agosto, com a definição política no País, o cenário começou a mudar. Acredito que a reunião de dezembro também aponte para uma recuperação”, acredita o secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Thiago Norões.

Dos 31 projetos aprovados, 17 são na área industrial. A Ambev está investindo R$ 400 milhões para produzir as cervejas premium Stella Artois, Budweiser e Skol Beats Senses. A ampliação foi anunciada em setembro do ano passado, mas a concessão dos benefícios fiscais saiu agora. De acordo com a assessoria de comunicação da Ambev, as obras começaram em janeiro de 2016 e as novas linhas serão inauguradas no próximo ano.


Continua depois da publicidade


O investimento vai ampliar em 30% a capacidade de produção da unidade da Ambev em Itapissuma. Atualmente, o segmento de cervejas premium responde por 8,5% das vendas da empresa. Antes da ampliação, o Nordeste era atendido pelas plantas do Sudeste.

Na lista dos maiores investimentos também está a ampliação da fábrica da Sandene Indústria e Comércio - fabricante de utensílios para casa - que vai investir R$ 115,8 milhões na ampliação da unidade da empresa em Jaboatão dos Guararapes. O terceiro maior investimento é o da VN Eletrodomésticos, fabricante de fornos à gás, ventiladores, circuladores e ar-condicionado. A empresa vai investir R$ 10 milhões na fábrica de Glória de Goitá e abrir 200 vagas de empregos (a maior geração da reunião).

Incentivos

Como vem acontecendo nos últimas reuniões do Condic, a maior parte dos empreendimentos vem seguindo para o interior. Dos 17 projetos industriais, seis foram para a Região Metropolitana do Recife (RMR) e onze para o interior do Estado.

Essa reunião também foi a primeira depois que entrou em vigor o Fundo de Equilíbrio Fiscal do Estado (Feef), que prevê um desconto de 10% nos incentivos fiscais concedidos aos empreendimentos. “Gostar de perder parte do incentivo ninguém gosta, mas os empresários entendem que o País e o Estado passam por um momento difícil. Nosso argumento para as empresas que estão chegando é lembrar que o Feef tem validade até 2018 e explicar que no intervalo de tempo em que ele vai construir e começar a faturar, o Fundo já não existe mais”, observa Norões.




Comentários