Primeiro painel biossolar usa bactérias para gerar energia

Painel biossolar gera eletricidade continuamente a partir das atividades de fotossíntese e de respiração das bactérias

Não é sua intenção competir com os painéis fotovoltaicos tradicionais, mas ele representa um marco em uma tecnologia alternativa de energia solar que pode atender a nichos específicos de aplicação.

Este é o primeiro painel biossolar, um painel solar construído com a integração de células solares biológicas, ou biocélulas, que não dependem de semicondutores, mas de seres vivos para captar a luz do Sol e gerar eletricidade.

"Um painel biossolar funcional pode se tornar uma fonte de energia permanente para fornecer eletricidade a longo prazo para pequenos sistemas de telemetria sem fios, bem como para sensores sem fios utilizados em locais remotos onde frequentes substituições de baterias são impraticáveis," disse o professor Seokheun Choi, da Universidade Binghamton, nos EUA.

Bioenergia

As células biossolares são baseadas em cianobactérias, que podem ser encontradas virtualmente qualquer ambiente na Terra.

A equipe conseguiu otimizar sua biocélula solar aprimorando os materiais usados nos eletrodos positivo e negativo e também criando um ambiente microfluídico único para acondicionar as bactérias, em substituição às duas câmaras necessárias às biocélulas construídas até agora.

A simplificação do projeto e os novos eletrodos permitiram então a construção do painel solar. O protótipo conecta 9 biocélulas idênticas em um padrão 3x3, mas pode ser ampliado.

O painel biossolar gera eletricidade continuamente a partir das atividades de fotossíntese e de respiração das bactérias, produzindo 5,59 microwatts.

Tópicos:



Comentários