Suzano investe R$ 700 milhões e amplia fábrica

Suzano Papel e Celulose está instalada em Mucuri, no sul da Bahia

Em tempos de crise, o anúncio na última quarta-feira (4) de investimentos de R$ 700 milhões do grupo Suzano Papel e Celulose no projeto de ampliação de sua fábrica no município de Mucuri, extremo sul da Bahia foi um bálsamo para o governo baiano. A obra de construção vai criar 1.150 empregos diretos. Outros 50 postos de trabalho serão gerados na operação da unidade, que se somarão aos 2,4 mil já existentes.

A Suzano está instalada no município de Mucuri desde 1992. O governador Rui Costa (PT) agradeceu a "confiança" da empresa em investir na Bahia pessoalmente ao presidente da Suzano, Walter Schalka,  e ao diretor de relações institucionais, Jorge Cajazeiras,  num ato do qual participaram também na Governadoria os secretários do Desenvolvimento Econômico, Jorge Hereda, e da Fazenda, Manoel Vitório, entre outras autoridades.

Schalka disse que, apesar do momento difícil por que passa o país, a Suzano teve a coragem de fazer um investimento dessa magnitude acreditando no futuro do Brasil.

"O primeiro investimento é em papel report que começa a ser produzido no final do ano, 100 mil toneladas a mais, triplicando a produção atual. O segundo é na produção de bobinas para conversão de papel higiênico, que vamos exportar para outros estados da região Nordeste. Também o aporte de R$ 100 milhões (do valor global) numa usina de tratamento de efluentes e o aumento de capacidade da linha 1 da fábrica de Mucuri", afirmou o executivo.

Toda a ampliação deve estar concluída no final de 2017. O novo sistema de tratamento de efluentes reduzirá em 66% os despejos da fábrica no rio Mucuri.
 




Comentários ()