Nova fábrica da TMD está 50% concluída

Planta de pastilhas e lonas de freio começa a operar em 2017.

A nova fábrica da TMD Friction em Salto (SP) está com 50% das obras concluídas, segundo informou a fabricante de pastilhas e lonas de freio, que começou a construir a unidade em maio de 2015. A planta recebe investimento de R$ 142 milhões, o maior aporte em outro continente do grupo japonês Nisshinbo, controlador da TMD. A inauguração está prevista para o primeiro semestre de 2017, quando a empresa deixará a sua atual unidade fabril em Idaiatuba, também no interior paulista, onde iniciou as operações em 1975 ainda como Cobreq, comprada em 2001 pela alemã TMD, que desde 2011 pertence à Nisshinbo. 

Com pouco espaço para crescer em Idaiatuba, onde está instalada em zona urbana em terreno de 82.000 m² e área construída 18.000 m², no distrito industrial de Salto a TMD tem 100.000 m² e a fábrica ocupará 32.000 m², atendendo assim sua necessidade de expansão. “A estrutura de concreto pré-fabricado do prédio principal já está finalizada. No momento são executadas as instalações de infraestrutura e iniciamos a construção dos prédios sociais, como restaurante, ambulatório médico e áreas de suporte que deverão estar concluídas até julho”, informa Edilson Jaquetto, diretor geral de negócios OE (fornecimento direto às montadoras), que coordena o projeto em Salto. 

“Até janeiro de 2017 a obra civil estará totalmente finalizada e algumas áreas produtivas estarão em operação. A transferência total de Indaiatuba para Salto deve ocorrer até julho do ano que vem, restando trazer somente o estoque de produtos acabados, que virá até janeiro de 2018”, resume o diretor.




Comentários