CNI: cresce importância do mercado externo para empresas brasileiras

O coeficiente de exportação, que mostra a importância do mercado estrangeiro para as empresas brasileiras, aumentou 0,6 ponto percentual no terceiro trimestre em relação ao período imediatamente anterior e alcançou 19,8%, informou hoje (3) a Confederação Nacional da Indústria (CNI). Na avaliação dos técnicos, a valorização do dólar ante o real estimulou as indústrias brasileiras a buscarem mercados no exterior.

O resultado é o terceiro consecutivo do indicador com aumento. Na indústria de transformação, o coeficiente de exportações subiu para 16,8% e está 0,8 ponto percentual maior do que o registrado no segundo trimestre.

A alta do dólar inibiu as importações na avaliação da CNI. A participação dos importados no consumo nacional, medida pelo coeficiente de penetração das importações, ficou em 22,1% no terceiro trimestre, praticamente igual aos 21,9% registrados no trimestre anterior.

Na série de preços constantes do coeficiente, que desconta os efeitos da variação do dólar sobre o valor em real das importações, os dados mostram que a participação dos produtos estrangeiros no consumo nacional caiu de 23,1% no segundo trimestre para 22,8% no terceiro trimestre deste ano, informou a CNI. Reflete a queda das quantidades importadas, com alguma substituição de produtos estrangeiros por nacionais, e a retração da produção da indústria brasileira, que diminuiu o uso de insumos importados.

Tópicos:
        



Comentários