Citroën abandona as suspensões hidropneumáticas e promete nova tecnologia

A CEO da Citroën, Linda Jackson, anunciou que a marca vai abandonar as suspensões hidropneumáticas. Segundo ela, a marca trabalha numa nova tecnologia de suspensões revolucionárias que será lançada em 2017.

No momento, ainda não há detalhes sobre o funcionamento desta nova tecnologia, mas segundo a Citroën, esta nova arquitetura irá replicar as qualidades da tecnologia Hydractive 3+ sem comprometer a dinâmica.

Uma notícia que deixará os adeptos da marca francesa tristes, visto que esta tecnologia acompanha a Citroën há várias décadas. Recordamos que as suspensões hidropneumáticas foram implementadas pela primeira vez no histórico Citroën Traction Avant, no ano de 1954.

Para além deste anúncio, Linda Jackson disse ainda que a Citroën pretende reduzir pela metade a gama de modelos à venda (de 14 para 7) e apostar num design mais vanguardista. Mudanças que a marca francesa espera que se traduzam num aumento das vendas de 15% até 2020, um número ambicioso que se traduz em cerca de 1.6 milhões de carros por ano.




Comentários