Mercopar reforça importância da indústria gaúcha

Das mais de 400 marcas expositoras do evento, 296 são do Rio Grande do Sul.

A Feira de Subcontratação e Inovação Industrial - Mercopar serve de vitrine para empresas do Rio Grande do Sul, maioria entre os expositores. A participação efetiva das empresas reforça a importância e a dimensão da indústria gaúcha, seja por empresas locais que buscam fortalecer o relacionamento com os clientes da região, ou seja por empresas de outros estados que miram o mercado regional, considerado o segundo maior polo industrial do País.

Das mais de 400 marcas expositoras do evento, 296 são gaúchas. Essas que, tradicionalmente, investem no evento. “Temos um mercado bem importante e primeiro tenho que estar aqui para prestigiar meus clientes”, diz a coordenadora de qualidade da Bel Air Pneumática & Hidráulica , Raquel Godoy Luz.  A empresa de Nova Hamburgo participa da feira há aproximadamente 15 anos. “É um ano atípico e já é sabido que o retorno será menor, mas, geralmente, sempre temos um resultado positivo”, conta a coordenadora. Segundo Raquel, cerca de 30% dos contatos realizados no evento resultam no fechamento de novos negócios.


Continua depois da publicidade


Para a fabricante de equipamentos para elevação e transporte interno de cargas, Ciriex Abus, a Mercopar também traz resultados positivos. “Nesse ano é difícil saber se haverá resultados, porque nesse ano, em específico, não há segurança para investimento e nossos produtos são um investimento para a empresa”, lamenta o diretor da empresa de Porto de Alegre, Sergio Eidt.

O consultor comercial da Megasteam Instrumentação e Mecânica – também de Porto Alegre –, Eder Vieira, conta que a empresa participa dos eventos com maior potencial de negócios. Apesar de atenderem todo o Brasil, o principal público da Megasteam está na região Sul e Sudeste, e, de acordo com Vieira, a empresa costumar participar de eventos setoriais das duas regiões. Para a Megasteam, o retorno do investimento vem, principalmente, através das Rodadas de Negócios.

Em função da necessidade de reduzir custos, a Tecnopampa optou por focar na região “com maior feedback”. O profissional de vendas da fabricante de equipamentos CNC, Alex Ferraz, conta que é mais prático investir em feiras da região. Embora a empresa de Santa Maria costume participar de eventos em outros estados, em função do sucesso das últimas edições da Mercopar e com investimento mais baixo para eventos esse ano, escolheram a feira para lançar seu novo produto: Periférico de Solda Longitudinal Tecnoweld 1.2.




Comentários