Correias Mercúrio investe R$ 100 milhões em nova fábrica no Pará

Expansão dos negócios da fabricante de correias transportadoras vai suprir demanda nacional e estimula entrada da companhia no mercado sul-americano

A fabricante paulista de correias transportadoras Correias Mercúrio, que está comemorando 70 anos de atuação no mercado, anuncia para 2016 a inauguração de uma nova planta, com investimentos de R$ 100 milhões, para consolidar sua liderança no mercado nacional e expandir a atuação na América do Sul.

A nova fábrica da companhia será instalada no Distrito Industrial de Marabá, no estado do Pará. Na agenda da companhia também constam investimentos em seu centro de distribuição e logística, em Jundiaí, cidade sede da empresa.

O Brasil é dono do maior mercado consumidor de correias transportadoras da América do Sul; as correias transportadoras desempenham papel fundamental em setores de base, como mineração, construção e siderurgia, inclusive no agronegócio, segmento de destaque da economia brasileira. O uso das correias transportadoras é estratégico para a redução de custos e aumento da eficiência de diversos segmentos da indústria.

Ativo fundamental para o setor, a capacidade produtiva é característica marcante da Correias Mercúrio, que já possui a maior fábrica de correias transportadoras da América do Sul, instalada em Jundiaí. Seguindo seu plano de crescimento e consolidação de liderança, a empresa amplia, significativamente, sua capacidade produtiva com a abertura da fábrica em Marabá (PA), e com esse investimento torna o mercado brasileiro autossuficiente no setor de correias transportadoras.


Continua depois da publicidade


“Este é um momento decisivo na história da Correias Mercúrio, que é reconhecida pela excelência de seus produtos. Estamos colocando em prática um plano estruturado de crescimento e internacionalização, que passa pela consolidação da nossa liderança no mercado nacional e penetração no mercado sul-americano”, afirma Fausto Bigi, CEO da Correias Mercúrio. “A unidade de Marabá tem importância fundamental para o aumento da nossa capacidade produtiva, eficiência no relacionamento com clientes e crescimento”, completa.

A primeira fábrica de correias transportadoras do Norte do Brasil

Apostando na expansão de sua capacidade instalada e em uma localização estratégica, a Mercúrio leva sua nova planta para o Distrito Industrial de Marabá, a 550km de Belém. Fruto de um investimento de 100 milhões de reais, a planta visa abastecer as regiões Norte, Nordeste e Centro Oeste, que atualmente precisam importar correias de outras áreas. O projeto deve gerar 200 postos de trabalho diretos e indiretos, além de suprir com maior eficiência logística a demanda das indústrias instaladas na região.

A unidade de Marabá faz parte do projeto de expansão da Correias Mercúrio, que já fornece mais de 16 mil toneladas de correias transportadoras ao ano no mercado brasileiro e sul-americano. Os produtos são projetados e fabricados sob medida para as necessidades de cada cliente.

Com a inauguração da nova fábrica em Marabá, a matriz em Jundiaí irá direcionar sua produção também ao mercado internacional. A partir do início de 2016, a empresa contará com um novo centro de distribuição e logística, agregando maior agilidade ao escoamento da produção da unidade paulista.

Internacionalização: um caminho natural

O sucesso da Correias Mercúrio no mercado brasileiro e sua futura capacidade produtiva, a partir da inauguração da fábrica de Marabá, levam a empresa a olhar para o mercado externo. Com o intuito de internacionalizar seus negócios, a Mercúrio organizou uma área de exportação que engloba todos os mercados da América do Sul, com foco especial no Chile, país estratégico para a penetração no mercado internacional.

Depois de comercializar para o Chile a partir de sua matriz no Brasil, a companhia abre uma operação estruturada regionalmente no país andino, que é o segundo maior mercado minerador da América do Sul – atrás apenas do Brasil – e o maior produtor mundial de cobre.

A Correias Mercúrio já conta com escritório próprio em Santiago, trabalhando com equipe de profissionais locais e oferecendo suporte técnico imediato para os clientes da região.




Comentários