Mercedes-Benz paralisa produção e 7 mil empregados terão licença remunerada

Fábrica em São Bernardo do Campo ficará duas semanas inativa por queda nas vendas.

A multinacional alemã Mercedes-Benz decidiu paralisar durante duas semanas sua produção em uma das quatro fábricas no Brasil por conta da forte queda nas vendas, informou nesta sexta-feira (07/08) a companhia.

A paralisação afetará os 7 mil empregados da fábrica da empresa em São Bernardo do Campo, no estado de São Paulo, que durante esse período desfrutarão de uma "licença remunerada", segundo um comunicado da empresa.

A decisão obedece, segundo explicou a Mercedes-Benz, à necessidade de "adequar a produção à queda do mercado", que nesse setor sofre uma severa redução de vendas derivada da situação econômica no país, que neste ano deve ter uma contração de 1,5%.

Segundo um balanço divulgado na quinta-feira pela Associação Nacional de Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), a produção de automóveis no país caiu 14,9% em julho em relação ao mesmo mês de 2014.

Ao mesmo tempo, as vendas nesse mesmo período caíram 22,8%, o que levou muitas empresas a aplicarem medidas similares às anunciadas hoje pela Mercedes-Benz.

De acordo com a Anfavea, entre junho e julho um total de 1,2 mil trabalhadores perderam seus postos na indústria automotiva e o número de empregados nesse setor caiu 9,7% nos últimos 12 meses.




Comentários