Metso investe R$ 25 milhões em centro de serviços em MG

Multinacional finlandesa vai construir unidade na região de Itabirito para atender área de mineração.

Para a Metso, Minas Gerais é o Estado número um do país no setor de mineração e o número 2 no mercado nacional em agregados. E, por isso, a multinacional finlandesa Metso Brasil, que já tem uma estrutura de apoio a vendas no Estado, vai abrir, no ano que vem, um centro de serviços na região de Itabirito, perto das grandes minerações, de acordo com o presidente mundial da Metso Mineração e Agregados, João Ney Colagrossi. O investimento será de R$ 25 milhões para prédios e maquinários.

“Vamos ter toda a operação de reforma, apoio, estoque de peças, estamos transferindo de São Paulo para cá. Eu costumo dizer que não tem nenhuma mineração em São Paulo, então estamos mudando nossa capacidade para atender a área de mineração para Minas Gerais”, disse Colagrossi, que esteve ontem (5) em Belo Horizonte para anunciar uma parceria com a mineira Tracbel.

O vice-presidente sênior da Metso Brasil, Marcelo Motti, informou que o plano do novo centro de serviços da multinacional está em fase de assinatura com uma prefeitura. “É um centro de serviços para ter estoque, montagem, reparos e atendimento, tudo no mesmo local”, explica.

Com 1.600 empregados no Brasil – 14 mil no mundo –, a Metso ainda não acertou qual será o número de empregos a ser gerados na nova unidade. É que a Metso ainda está definindo qual modelo vai adotar – entre fabril, serviços e estocagem –, o que será delineado nos próximos 30 dias. “A perspectiva é estar operando no começo de 2016 para atender os mercados de agregados e mineração. A princípio, não tem uma fábrica, é um centro de serviços, mas no futuro a gente pode vir até a estabelecer alguma coisa aqui”, informou Motti.

O vice-presidente sênior da Metso Brasil disse ainda que a escolha do local foi baseada no incentivo. “Nessa discussão estamos buscando uma concessão de terreno de área de 23 mil m²”, calculou Motti. O executivo informou que mais de 50% do negócio da Metso está em mineração e agregados. “E esse Estado (Minas Gerais) tem toda a cabeça pensante da parte de mineração e agregados, por isso que a gente está aqui, é um sonho antigo da Metso”, afirmou.


Continua depois da publicidade


Com fábrica em Sorocaba (SP) e centros de serviços em Parauapebas (PA), dentre outras no país, a Metso não divulga o faturamento no Brasil, apenas o dado mundial referente à presença nos 50 países. “Neste ano, estamos buscando chegar ao mesmo patamar do ano passado, de 3,7 bilhões”, disse Motti.

Tracbel

A mineira Tracbel passa a representar a Metso em Minas Gerais e em mais quatro Estados, além do Distrito Federal. “A expectativa é que a Metso represente 25% dos nossos negócios”, disse o CEO da Tracbel, Luiz Gustavo Pereira, que venderá máquinas Metso para pedreiras, agregados e construtoras. O executivo acredita que dentro de três a cinco anos a parceria com a Metso seja um negócio de R$ 200 milhões por ano em volume de vendas para a Tracbel, que faturou no ano passado R$ 840 milhões.

Tópicos:



Comentários