Apex-Brasil e CNI firmam convênio para ampliar agenda de exportações do País

Expectativa é que empresas fechem mais de R$ 150 milhões em negócios por meio das missões empresariais.

Mais de 60 empresários desembarcam na segunda-feira (13) em Hannover, Alemanha, para participar da primeira de cerca de 26 ações programadas para promover as exportações brasileiras organizadas pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) e pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). O convênio entre as duas instituições prevê a participação de mais de mil empresas em dois anos de ação conjunta. A expectativa de negócios gerados é de US$ 150 milhões

“Queremos unir a expertise em exportação da Apex-Brasil com a capilaridade da CNI e suas federações nos estados para ajudar os empresários brasileiros a incluir a exportação na sua pauta de negócios”, afirma o presidente da Apex-Brasil, David Barioni Neto. O diretor de Desenvolvimento Industrial da CNI, Carlos Abijaodi, argumenta que a ação é pilar para ampliar a internacionalização das empresas do país. “A parceria abre caminhos e soma esforços para facilitar a participação das indústrias brasileiras nos mercados internacionais e aproveitar melhor as oportunidades de negócios”, diz.

Serão nove setores apoiados pelo convênio: alimentos e bebidas, agronegócios, borracha e plástico, químicos, energético, software, têxtil e calçados, móveis, máquinas e equipamentos, casa e construção. No total, 20 países foram mapeados como alvo das diversas ações de rodadas de negócio, missões, visitas técnicas, entre outras previstas.

Feira de Hannover

A delegação empresarial brasileira que vai à Feira de Hannover terá 60 representantes de indústrias de máquinas e equipamentos. O evento acontece entre os dias 13 e 17 de abril e marca os principais lançamento de tecnologias e tendências de mercado no mundo.

Há pelo menos 20 anos, a Victum, empresa gaúcha especializada em design e engenharia de produto, participa do evento, de onde traz inspirações e ideias para incorporar à sua estratégia.  O diretor-executivo da empresa, Antonio Carlos Benicá Jr, vai mais uma vez ao evento, mas desta vez, está em busca de negócios. “Percebemos que, para crescer, temos de acessar os mercados internacionais e como a feira é multisetorial, há muitas oportunidades”, explica. A empresa conta com a consultoria técnica e programas de financiamento e capacitação para exportações oferecidos pela CNI e pela Apex-Brasil.


Continua depois da publicidade


A Victum é considerada um dos empreendimentos mais inovadores do Brasil. No ano passado, ficou em segundo lugar prêmio CNI de Inovação na edição de 2014. Além disso, participa de programas de capacitação e financiamento para exportação.

Além de participar da feira, que na edição passada reuniu 180 mil pessoas e 5 mil expositores internacionais, os empresários brasileiros farão visitas às fábricas da Airbus, onde conhecerão o processo de montagem final do A-320, e da Volkswagen.

Tópicos:



Comentários