Helicóptero fabricado em compósitos é aposta bilionária da Airbus

A aeronave terá entre 5 e 6 toneladas e será capaz de carregar 12 passageiros.

O Airbus H160 é o primeiro helicóptero civil a ser fabricado inteiramente em materiais compósitos. É um peso-leve que promete velocidades de cruzeiro em torno dos 300km/h e passeios silenciosos e confortáveis, assim que decolar, ao final desse ano.

O H160 é a primeira aeronave fabricada pela Airbus Helicopters após ser rebatizada como Eurocopter, em 2014. O novo helicóptero de porte médio se posiciona entre o H145 (anteriormente chamado de EC145) e o H175 (anteriormente EC175), idealizado para oferecer desempenho, segurança e conforto a um preço competitivo.

Imagem: Airbus Helicopters Inc.

A aeronave contará com as pás “Blue Edge” da companhia, caracterizadas pelas extremidades em forma de taco de hóquei, que reduzem o ruído gerado pela interação entre elas e os vórtices. Para um leigo, esse ruído é um som pulsante, resultante do momento em que a ponta de uma pá de hélice se choca com o vórtice de ar gerado pela pá precedente.

Este formato alternativo da pá pode reduzir o ruído em até cinco dB, tornando-a uma solução chave para adequar a aeronave à regulamentações de redução de ruído e para o uso de rotas de vôo restritas, criadas exclusivamente também para abatimento de ruído.

A aeronave terá entre 5 e 6 toneladas e será capaz de carregar 12 passageiros para um destino distante em até 120 milhas náuticas, entregar a carga e retornar. Ela oferecerá um passeio suave em velocidades de cruzeiro em torno de 300km/h e será capaz de planar sem sofrer de efeito-solo em altitudes de até 5.000 pés.

Imagem: Airbus Helicopters Inc.

O H160 foi projetado para competir diretamente com o Agustawestland AW139, sendo tratado por Guillaume Faury, CEO da Airbus, como “o matador de AW139”. A Airbus investiu mais de U$1 bilhão no desenvolvimento do H160, com chassis de material compósito, que ajuda a derrubar o peso para uma tonelada abaixo do concorrente, reduzindo o consumo de combustível e os custos operacionais.


Continua depois da publicidade


A Airbus Helicopters também anunciou recentemente que descartou a sua escolha usual pelos motores turbo-eixo da Pratt & Whitney por precisar de mais potência para garantir vantagem competitiva sobre o AW139. O H160 será movido por dois Turbomeca Arrano 1A (TM800), gerando mais de 1300hp no eixo.

O cockpit consta com instrumentação Helionix, baseada em telas multifuncionais de 6x8 polegadas. O Helionix também fará parte das famílias EC145 T2 e EC175 de helicópteros, tratando do cockpit compartilhado como uma vantagem para pilotos que voam em múltiplas aeronaves.

Visualmente, destaca-se o fenestron inclinado em 12 graus. Muitas aeronaves adotam rotores de calda inclinados em prol de empuxo adicional, permitindo carregamento mais flexível e melhorando o conforto dos passageiros. Com o fenestron totalmente fechado, o rotor de calda funciona como uma hélice dutada, reduzindo ainda mais o ruído, enquanto aumenta a segurança e elimina efeitos aerodinâmicos indesejados.

O H160 também dispõe de trem de pouso com acionamento elétrico, eliminando complicações e o peso do sistema hidráulico, enquanto a estrutura incorpora um estabilizador biplano à cauda, adicionando empuxo, estabilizando a aeronave quando tanto em planeio quanto em cruzeiro.

Assista ao vídeo promocional do H160:

*Tradução livre CIMM, texto original aqui.




Comentários