Mercedes-Benz investe R$ 40 milhões no novo Fleetboard

Brasil será o 1º no mundo a oferecer sistema, agora com proteção de carga.

Pela primeira vez a Mercedes-Benz inverte a mão do desenvolvimento de suas soluções em serviços para o mercado global: a filial brasileira terá a missão de estrear a nova geração do Fleetboard, sistema de telemetria e rastreamento para o gerenciamento de frotas que agora conta com serviço de proteção de carga, a partir de uma parceria com a Zatix firmada ainda em 2011. Em conjunto com a matriz, o investimento no projeto demandou R$ 40 milhões e envolveu cerca de 100 profissionais das duas unidades.

“Geralmente, o Brasil é que recebe as inovações vindas da Europa: desta vez será o primeiro país a ter a nova geração do Fleetboard, que chega ao mercado nacional em março e também será oferecida em outros mercados posteriormente”, destaca Roberto Leoncini, vice-presidente de vendas e marketing de caminhões e ônibus Mercedes-Benz no Brasil.

Com o objetivo de oferecer maior eficiência operacional com foco na redução de custo, a nova geração do serviço, que registra participação de 20% no segmento extrapesado, passa a ser oferecido também para toda a linha de caminhões da marca, sendo de série nos modelos Axor, Actros e Atego 2430 e opcionais dos demais modelos, cuja instalação é feita na rede concessionária.


Continua depois da publicidade


A partir de um software cujos dados ficam disponíveis em uma plataforma on-line, o transportador obtém dados em tempo real, como localização, rota percorrida e condições gerais do veículo. “Desde seu lançamento em 2010, registramos mais de 3 mil módulos em operação no Brasil nos modelos Axor e Actros, que ajudaram a reduzir o consumo de combustível e emissões em 10% na média, com custo médio 15% menor”, revela Leoncini. No mundo, a marca contabiliza 100 mil caminhões com o sistema.

Segundo Andre Weisz, responsável pelo Fleetboard no Brasil, a redução do custo se dá nas ações provenientes da análise dos dados fornecidos pelo sistema, de forma prática e de fácil leitura e que podem ser acessadas inclusive em aplicativo nos smartphones com sistema operacional iOS ou Android:

“O Fleetboard fornece um diagnóstico remoto do caminhão que permite o controle de manutenção de peças e componentes no antes, durante e depois da viagem, permitindo maior produtividade do veículo”, conta o executivo. Ele acrescenta que o custo também pode ser reduzido também a partir do treinamento dos motoristas para correção de pontos passíveis de melhoras: “De forma automática, o sistema atribui ‘notas’ em ações como aceleração, paradas, estilo de condução preventiva, que indicam onde o condutor pode melhorar, reduzindo o tempo e desgaste na operação.” Weisz também destaca que o sistema emite alerta para uma condução mais defensiva: “Dois terços da perda de cargas é proveniente de acidentes, que de acordo com dados da Polícia Federal, têm na falha humana seu maior índice de causa”, diz.

O módulo foi pensado como parte integrante da eletrônica do veículo. Weisz garante que o aparelho, que não pode ser manipulado, é instalado em local não visível, o que contribui para a integridade do equipamento.

Como opção adicional, a nova solução oferece sistema de segurança de carga e veículo, explica o CEO da Zatix, Cileneu Nunes. “O módulo TP5 foi desenvolvido para suportar os sistemas de rastreamento e bloqueio (segurança) sem que um interfira no funcionamento do outro. Com veículos cada vez mais interconectados, essa é uma tendência irreversível. Nossa missão era então desenvolver uma tecnologia que superasse o ‘know-how’ a serviço do roubo de carga”, conta.

“O sistema integrado permite bloquear o veículo à distância e de forma progressiva: uma vez bloqueado, o cavalo mecânico tem a velocidade reduzida automaticamente para 40 km; passados 30 segundos, a velocidade cai para 10 km, dando tempo ao condutor de parar em local seguro. Ao desligar, o veículo só poderá ser ligado quando desbloqueado pela transportadora ou central que monitora o veículo, tudo pela internet.”

A Mercedes-Benz lançará o Fleetboard com quatro opções de pacotes de serviços cujo preço parte de R$ 99 mensais. “O preço não aumentou com relação à geração antiga do Fleetboard. As soluções atendem tanto os grandes quanto os pequenos frotistas. O preço máximo dependerá de alguns fatores, como tamanho da frota e opção de pacote, mas será muito competitivo”, garante Weisz.




Comentários