Autopeças têm queda de 13% no faturamento

Acumulado até setembro também revela recuo de 4,7% no emprego nacional.

Pelo nono mês consecutivo, o setor de autopeças registrou queda de 13% no faturamento real acumulado de janeiro a setembro. Houve retração nas vendas em todos os segmentos: para montadoras, de 16,7%; intrassetoriais, 11,3%; mercado externo, 3,9%; e reposição, 3,7%.

Os dados foram divulgados na pesquisa mensal do Sindicato Nacional da Indústria de Componentes para Veículos Automotores (Sindipeças) com 87 empresas associadas que representam 30,1% do faturamento total das empresas do setor.

Ainda no acumulado até setembro, o emprego nacional registrou queda de 4,7%. Em Minas Gerais a geração de vagas apresenta números negativos desde novembro de 2013 e no Rio Grande do Sul, desde dezembro.

A capacidade ociosa da indústria nacional de autopeças cresceu 5,1% no confronto com os mesmos nove meses de 2013.




Comentários