Campanha pede US$ 100 mil para imprimir circuitos 3D

O cenário tecnológico viu nos últimos meses a impressão 3D ganhar força e imprimir não só objetos, mas também comida ou até mesmo tatuagens. Agora, uma campanha no Kickstarter está pedindo US$ 100 mil para ajudar a lançar um material que cria circuitos.

Batizado de Functionalize F-Eletric, o componente permite imprimir circuitos, sensores, botões, cabos de força e outros componentes elétricos. A ideia é que os usuários criem seus circuitos para depois, poder construir seus próprios gadgets como smartphones, vestíveis, lanternas ou até mesmo drones.

Para isso, um novo material condutor foi desenvolvido pelo americano Mike Toutonghi. Segundo ele, o filamento tem resistividade de menos de 1 ohm por centímetro, sendo que outros filamentos impressos por impressoras 3D geralmente tem resistividade de 1.000 a 10.000 ohm por centímetro.

A campanha vai até o dia 10 de dezembro e tem valores entre US$ 1 e US$ 2 mil.




Comentários