Quimatic Tapmatic dá dicas sobre a escolha do óleo solúvel no processo de usinagem

Essenciais para reduzir o atrito e calor gerados durante a usinagem, os óleos solúveis desempenham um papel fundamental na preservação das ferramentas de corte e também no acabamento final das peças usinadas. Além de oferecer lubrificação e refrigeração na medida certa, os óleos de boa qualidade contam com vida útil maior, duram mais tempo no reservatório e garantem uma melhor relação custo-benefício às indústrias.

De acordo com a fabricante de especialidades químicas Quimatic Tapmatic, os melhores óleos solúveis para o processo de usinagem são os sintéticos e semissintéticos, produtos ecologicamente corretos, com elevada taxa diluição (de em média 5%) e vida útil que pode ultrapassar seis meses na máquina sem necessidade de substituição

Fabricados artificialmente, estes óleos rendem e duram até três vezes mais que os óleos de origem mineral, que possuem taxa de diluição geralmente menor, vida útil média de apenas 2 meses e cuja extração consome os recursos naturais do planeta.

“Apesar do preço por litro ser mais alto, os óleos solúveis sintéticos ou semissintéticos são sempre mais vantajosos. Eles melhoram a qualidade da usinagem e, por serem mais duráveis, acabam reduzindo o custo do processo devido à necessidade de menor número de trocas em um mesmo período”, destaca Marcos Pacheco, engenheiro químico da Quimatic Tapmatic. “Isso reduz também o volume de compra, o período em que as máquinas ficam paradas para a troca de óleo e os custos com o descarte do produto após o uso”.

Enquanto o óleo sintético conta com teor zero de óleo mineral em sua fórmula, o semissintético é uma mescla de óleo mineral com lubrificantes sintéticos, neste caso com o teor de óleo mineral restrito a no máximo 40%.

Nos últimos anos, as novas fórmulas dos óleos produzidos artificialmente evoluíram para deixar os produtos equivalentes ao óleo solúvel mineral no que diz respeito ao poder de lubrificação, mas com a vantagem de garantir maior vida útil à solução. Estes óleos solúveis minimizam o desgaste excessivo de ferramentas; evitam que as peças apresentem acabamento inadequado; e, além disso, reduzem a vibração, o ruído exagerado e os danos nas ferramentas de corte ao reduzir atrito e calor excessivos.

Sustentabilidade

Comprometidas com a sustentabilidade, as indústrias cada vez mais substituem os óleos solúveis de origem mineral pelos semissintéticos e sintéticos. Atenta à demanda por produtos menos agressivos ao meio ambiente, a Quimatic Tapmatic desenvolveu o óleo solúvel semissintético ME-1, com característica de lubricidade igual à dos óleos solúveis minerais, mas com vida útil maior, ou seja, de um óleo semissintético.

Ecologicamente correto por ser isento de nitrito, boro, cloro, enxofre, compostos aromáticos e metais pesados, o óleo não irrita a pele do operador e não produz névoa no ambiente de trabalho. ME-1 pode ser utilizado em máquinas operatrizes de usinagem (tais como tornos, CNCs, fresadoras, furadeiras, rosqueadeiras, serras, mandrilhadoras, brochadeiras, entre outras), que trabalham com solução refrigerante-lubrificante (óleo solúvel) recirculante.

“É extremamente importante que as indústrias levem em conta todos os fatores na hora de escolher o óleo solúvel para suas máquinas”, conclui Pacheco. “Caso contrário, correm o risco de optar por um tipo de produto ‘barato’, mas que termina por encarecer o processo de usinagem.”




Comentários