Shineray quer abrir fábrica em dezembro

Unidade de Pernambuco será a 1ª no Brasil e também a primeira fora da China.

A Shineray agendou para a primeira quinzena de dezembro próximo a inauguração de sua primeira fábrica no Brasil – e também a primeira fora da China, localizada na região de Suape, na cidade de Cabo de Santo Agostinho (PE). Construída em uma área de 60 mil metros quadrados, para a qual a empresa destinou investimento R$ 130 milhões, a unidade está situada em um terreno cuja área total é de 156 mil metros quadrados.

“Os equipamentos já estão montados e no momento aguardamos a inspeção do Inmetro para liberação da numeração de chassis brasileira”, diz Paulo Perez, diretor executivo da Shineray. 

Nas primeiras semanas deste ano, a empresa havia previsto abrir as portas da nova fábrica em março, mas em abril adiou os planos para o fim de maio, na ocasião da ampliação da área construída, para a instalação de um armazém de contêineres, que demandou investimento adicional de R$ 17 milhões. 

Com capacidade para 250 mil unidades por ano, a nova unidade montará 19 modelos, de duas, três e quatro rodas, que já fazem parte do portfólio da marca no País, além dos lançamentos, que serão distribuídos nas 236 concessionárias da marca. O complexo também contará com laboratório de testes e pista on road, off road e street. As motocicletas, triciclos e quadriciclos terão as peças importadas da China montadas sobre o chassi nacional. “Pretendemos manter um nível de 80% de nacionalização, que é o que foi estipulado por contrato com os chineses”, afirma Perez. 


Continua depois da publicidade


A Shineray, que desembarcou no Brasil em 2005, figura como a quinta marca no ranking de emplacamentos desde 2013, de acordo com dados de mercado da Fenabrave. No acumulado entre janeiro e setembro deste ano, a fabricante manteve o mesmo volume de vendas verificado em iguais meses do ano passado, de 8,4 mil unidades.




Comentários