Empresa italiana de tubos de aço chega ao Brasil com investimento de R$ 110 mi

Projeto da Riveco prevê unidade de concretagem e revestimento de tubos para petróleo e gás.

A Riveco Generalsider SPA, empresa italiana especialista na confecção de tubos de aço, anunciou na última sexta-feira (22), a instalação de sua primeira unidade no Brasil, localizada no município de Lorena, há 190 km da capital paulista. O projeto recebe apoio da Investe São Paulo, agência de promoção de investimentos e competitividade do Governo do Estado ligada à Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia.
 
A planta receberá inicialmente investimentos de R$ 36 milhões para fazer concretagem e revestimento de tubos utilizados na indústria de petróleo e gás, prestando serviço tanto para a Petrobrás quanto para seus fornecedores. Serão criadas 90 vagas de trabalho nesta fase, cuja operação está prevista para o início de 2015.
 
A partir do final de 2015 será instalada, no mesmo local, uma fábrica de tubos de aço, com investimento de R$ 73 milhões e a criação de 150 empregos. Assim, em 2016, além de uma prestadora de serviços, a Riveco passa a ser também fornecedora de tubos totalizando um investimento de R$ 110 milhões e a geração de 240 empregos diretos. Será a primeira planta produtiva da empresa fora da Itália.
 
“Sabemos que nos próximos 20 anos a indústria nacional de petróleo e gás vai se aquecer cada vez mais, inclusive por conta do Pré-Sal. Além disso, hoje há apenas uma empresa que faz concretagem de tubos de aço no Brasil, o que abre uma oportunidade fantástica de mercado para nós”, explicou o CEO da empresa na Itália, Eliseo Paolicchi.
 
Por enquanto, a única unidade que a Riveco possui na América Latina fica no Uruguai, onde distribui os produtos vindos da Itália. A fábrica brasileira será, portanto, a primeira planta produtiva da empresa na América Latina. A ideia é começar a produção no Brasil e, mais para frente, considerar um plano de internacionalização.
 
“A Riveco escolheu uma região privilegiada para instalar-se, ainda mais para o setor em que atua. Lorena está no meio do caminho entre São Paulo, Santos e o Rio de Janeiro, com uma excelente infraestrutura logística e acesso aos melhores portos e aeroportos do Brasil”, explicou o presidente da Investe SP, Luciano Almeida.
 
A agência está atendendo a empresa principalmente com demandas de licenciamento ambiental e no contato com a Desenvolve SP, agência de fomento do Estado que possui linhas de financiamento especiais.
 
Segundo Paolicchi, os principais fornecedores e clientes da Riveco na indústria petroquímica estão em São Paulo, por isso a empresa optou pelo Estado para instalar-se. O apoio dado pela prefeitura de Lorena, com incentivos fiscais e assessoria na localização de um local adequado, também foram fundamentais.
 
Para o Prefeito Fábio Marcondes, a vinda da Riveco vem somar à retomada da industrialização em Lorena, o que vem ocorrendo graças à política de atração de investimentos, adotada no município.
 
"Temos nos empenhado para oferecer boas condições às empresas que tem interesse em se instalar em Lorena através de um atendimento técnico e diferenciado, visando o desenvolvimento econômico e social. Além dos incentivos, da excelente localização, das universidades e escolas profissionalizantes, contamos com uma ótima parceria com o Governo do Estado, por meio da Investe SP. Dou as boas vindas a empresa Riveco e continuaremos empenhados com toda nossa equipe para o suporte necessário" disse o Prefeito.
 
O terreno escolhido tem 100 mil metros quadrados e o plano de negócios prevê área construída de 18 mil metros quadrados, o que possibilita uma expansão da produção no futuro. Atualmente, o terreno está sendo terraplanado e deve ficar pronto em setembro, quando as obras devem começar.




Comentários