PTC fecha trimestre com crescimento de 7% e anuncia a compra de mais uma empresa

A norte-americana PTC, especializada no desenvolvimento de softwares para indústrias, fechou o terceiro trimestre de seu ano fiscal 2014 com receita de US$ 337 milhões, superando em 7% o obtido no mesmo período do ano anterior. Contribuíram para esse resultado as aquisições das empresas Enigma (em julho de 2013), NetIDEAS (em setembro de 2013) e ThingWorx (em dezembro de 2013). A expectativa da companhia é encerrar seu ano fiscal 2014 (em 30 de setembro) com uma receita de US$ 1,34 bilhão, correspondendo a crescimento de 3% sobre 2013.
 
O bom desempenho que a PTC vem apresentando nos últimos anos deve-se não apenas ao crescimento das vendas das suas soluções carros-chefes como Creo (CAD para projetos mecânicos) e Windchill (PLM - gerenciamento do ciclo de vida do produto), como também à sua estratégia de adquirir empresas para com isso poder oferecer ao mercado o mais completo e amplo portfólio de tecnologias que se complementam entre si.
 
Somente este ano, além da Atego, desenvolvedora de softwares para engenharia de sistemas, adquirida no início de julho, a PTC acaba de fechar a compra de mais uma empresa. Trata-se da Axeda Corporation, pioneira em soluções que asseguram a conexão de máquinas e sensores à nuvem (cloud computing). Com a negociação, da ordem de US$ 170 milhões, que será concluída no quarto trimestre fiscal 2014, a PTC ganha uma base superior a 150 clientes e parcerias poderosas com os principais operadores de redes móveis, integradores e provedores de sistemas, e fornecedores de tecnologias que no conjunto a auxiliarão a acelerar a capacidade de oferecer produtos best-in-class para a Internet das Coisas (IoT).
 
Segundo James Heppelmann, presidente e CEO da PTC, a combinação das tecnologias Axeda, ThingWorx, SLM (Servigistics), e PLM (Windchill) fará com que a PTC passe a ser a única companhia com capacidade de fornecer ao mercado um portfólio completo de soluções para IoT.

Tópicos:



Comentários