BYD investe R$ 200 milhões em fábrica e centro de pesquisas em Campinas

Com apoio da Investe São Paulo, empresa investirá R$ 200 milhões na primeira etapa do projeto e irá gerar 450 empregos diretos.

A gigante chinesa BYD Company Limited – especializada em baterias, veículos híbridos e elétricos e novas energias – anunciou nesta segunda-feira (14), que investirá R$ 200 milhões na sua primeira unidade produtiva na América Latina.
 
A fábrica ficará localizada no município de Campinas, interior de São Paulo, e também abrigará um centro de pesquisa e desenvolvimento de produtos. O projeto, que conta com o apoio da Investe São Paulo, agência do Governo do Estado responsável pela atração de empresas, foi anunciado durante o evento de assinatura de protocolo de intenções entre a BYD e a prefeitura de Campinas.
 
“Em fevereiro deste ano visitei a empresa na China e pude verificar a tecnologia de ponta que é aplicada e a qualidade dos produtos. A chegada da BYD no Estado reforça o papel de São Paulo de estar sempre na vanguarda de novas tecnologias”, destaca o presidente da Investe São Paulo, Luciano Almeida.
 
Após a instalação de escritório em São Paulo e bem sucedidos testes em muitas cidades brasileiras com ônibus elétricos, Campinas foi a cidade escolhida pela BYD para iniciar o seu projeto de expansão no mercado brasileiro e no Mercosul.

A unidade, que contará com 450 postos de trabalho, será responsável pela montagem de ônibus elétricos, de baterias de fosfato de ferro e abrigará a montagem de painéis solares. O Centro de P&D da empresa no Brasil será focado em estudos e tecnologias para veículos elétricos, baterias, smart grid, energia solar e iluminação.
 
Serão 32 mil m² de área, sendo 20 mil m² de área construída. “A planta industrial terá capacidade de produção de 500 a 1.000 unidades de ônibus e baterias quando alcançar sua plena operação”, revela o presidente da BYD Brasil, Tyler Li. “Temos ainda interesse da empresa em fabricar células de baterias e chassis para ônibus elétricos no Brasil no futuro próximo”.
 
Segundo o presidente mundial, Wang Chuanfu, a BYD decidiu se instalar em Campinas ao perceber que a cidade era líder em inovação e desenvolvimento de tecnologias limpas, assim como a BYD. Considerada uma das empresas mais inovadoras do mundo, a BYD vai trazer a tecnologia de baterias de ferro e dos ônibus elétricos ao Brasil. A empresa sonha também com o desenvolvimento da energia solar para gerar energia limpa e barata, e também soluções fora da rede (off grid - a BYD dispõe de sistemas de geração descentralizada com painéis solares, baterias de ferro e iluminação LED).
 
O prefeito de Campinas, Jonas Donizette, ressalta que a Prefeitura tem atuado de forma estruturada e bem definida na captação de investimentos que conjuguem elevado conteúdo tecnológico e sustentabilidade ambiental. Tais investimentos alinham-se a política de desenvolvimento estratégico de médio e longo prazo pensado para a cidade. “A BYD encaixa-se muito bem no que se busca para Campinas, é uma empresa que produz bens e tecnologias voltadas ao uso de energias renováveis, ainda atua em segmento fundamental para o futuro das cidades -  a mobilidade urbana sustentável”, enfatiza Donizette.
 
O secretário de Desenvolvimento Econômico, Social e Turismo de Campinas, Samuel Rossilho, revela que a sua equipe esteve pessoalmente na China por duas vezes. Foi a construção de uma relação de confiança e parceria, suporte e respostas rápidas, lideradas pela Prefeitura de Campinas e pela pasta de Desenvolvimento Econômico junto ao governo chinês, aos executivos da BYD e ao Banco de Desenvolvimento da China que permitiu trazer para Campinas o primeiro site da empresa no país. “Tenho certeza do elevado potencial da cidade para trazer para cá a Fase 2 dos investimentos da BYD. Trabalharemos muito para isto”, indica Rossilho.




Comentários