Autopeças: aumenta a queda no faturamento

Retração de janeiro a abril é de 7% no confronto iguais meses de 2013.

O faturamento real consolidado do setor de autopeças no acumulado de janeiro a abril foi 7% inferior ao registrado em igual período de 2013, segundo levantamento mensal feito com 87 empresas associadas ao Sindicato Nacional da Indústria de Componentes para Veículos Automotores (Sindipeças). Essas companhias representam 32,8% do faturamento total da indústria de autopeças no Brasil. Quando considerado o período até março, a retração era bem menor, de 3,1%. 

O levantamento mostra que as vendas para montadoras, as intrassetoriais e as exportações caíram, respectivamente, 10,9%, 9,7% e 0,3%. Somente o segmento de reposição apresentou porcentual positivo, de 2,9%. Como consequência, o índice de emprego no setor recuou 1,64% no acumulado dos primeiros quatro meses em confronto com igual período de 2013. E o confronto direto de abril deste ano com o do ano passado mostra queda mais alta, de 3,18%.




Comentários