Paraguaio faz diesel de vísceras de aves

Fonte: Carbono Brasil - 21/02/07

O mecânico Rodolfo Hoge Loffler, proprietário de uma oficina na cidade de Fernando de la Mora, região metropolitana de Asunção, foi destaque nas páginas do jornal La Nación, por produzir, de forma artesanal, um combustível à base de óleo de vísceras de aves.

Na reportagem, Loffler explicou que com uma bomba de 3HP e máquinas caseiras, consegue produzir 1,6 mil litros de biodiesel ao mês. As vantagens do novo combustível estariam no preço (mais barato que o diesel original), no rendimento dos motores e na preservação do meio ambiente. O óleo extraído das vísceras de aves, como o frango, é submetido a uma filtragem, fervido e deixado em repouso por três dias, antes de ser misturado a aditivos e transformar-se em combustível para motores movidos a óleo diesel.

“Tenho dois Mercedes-Benz 2.5, que uso há quase cinco anos sem nenhum problema”, revelou o mecânico, que comercializa o excedente de sua produção a G$ 3,5 mil o litro, enquanto o diesel à base de petróleo é vendido nos postos a G$ 4 mil. Testes realizados pelo produtor revelam que o consumo do biodiesel é similar ao do diesel tradicional. Para percorrer uma distância de 100 quilômetros com um motor de 1,6 mil cc, seriam necessários 5,5 litros do novo combustível, contra 6 litros do diesel comum.

Além disso, o biodiesel pode ser misturado ao diesel tradicional em até 50%, sem qualquer prejuízo ao desempenho do veículo. Quanto aos resíduos, Loffler assegura que seu combustível não danifica a camada de ozônio, pois seus gases se decompõem em pouco mais de três semanas.



Comentários