Governo do Ceará estuda sociedade em fábrica de helicópteros

Governo estuda investir R$ 45 milhões para ter 10% de participação em unidade da Citasa, em São Gonçalo.

O Governo do Estado, por meio da Agência de Desenvolvimento do Estado do Ceará (Adece), analisa investir R$ 45 milhões em uma fábrica de helicópteros em São Gonçalo do Amarante. Seria a parte da sociedade que caberia ao ente público para a instalação do empreendimento liderado pela Companhia Interamericana de Tecnologia Aeroespacial (Citasa). A estimativa total de investimento é de R$ 450 milhões. As informações foram confirmadas por Eduardo Neves, diretor de infraestrutura da Adece.

“Essa é a proposta do investidor para o Governo. Sinalizamos positivamente, mas ainda não foi formalizado”, explica Neves. O que já está oficializado, segundo ele, é o incentivo fiscal, correspondente a 99% do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) da Citasa por 10 anos, prorrogáveis por mais 10. A isenção é possível em função da entrada da indústria aeronáutica para o grupo de empreendimentos estratégicos na legislação estadual. Equivale-se, do ponto de vista tributário, à siderúrgicas, refinarias e montadoras automotivas.


Continua depois da publicidade


O Município vai doar 30 hectares à empresa para construção do empreendimento. Até a próxima semana, a área deverá estar pronta para a doação, afirma o prefeito. A área construída deverá ser de 3,2 mil metros quadrados. “A Citasa vai receber o máximo de incentivos”, explica Cláudio Pinho, prefeito de São Gonçalo do Amarante.

Eduardo Neves analisa que a atração da fábrica de helicópteros dá sequência ao trabalho de prospecção do setor aeronáutico, que teve início com a redução de ICMS para querosene de aviação (QAV) e peças para aeronaves, que atraíram voos internacionais para Fortaleza e um hangar da TAM para Aracati.

Ele diz que a fábrica vai formar mão de obra qualificada porque tem parceria com uma empresa norte-americana e universidades locais. “O projeto engloba alta tecnologia com produção industrial”. A estimativa é de gerar cerca de 900 empregos especializados.

Projeto para avião

A Citasa vai fabricar uma gama inicial de produtos autorizados e orientados pela empresa norte-americana Enstrom Helicopter Corporation. Para formação de mão de obra, a Space Exploration será a parceira. 

Mas estão nos planos futuros a produção de um avião, revelou Victor Samuel, secretário de Desenvolvimento de São Gonçalo do Amarante.

“Tem projeto para um avião pequeno. Mas a Citasa trabalham sob licença da empresa norte-americana Enstrom. E a licença é cara. A princípio, serão três modelos de helicópteros fabricados”, afirma ele. Os modelos ainda não foram definidos.

Aeroporto de cargas

A prefeitura de São Gonçalo quer construir o aeroporto de cargas nos moldes de uma Parceria Público Privada (PPP). Já estão na fase de articulação “Estamos aguardando a conclusão do estudo do Governo do Estado para sinalizar a melhor localização do aeroporto, afirmou o prefeito Cláudio Pinho.




Comentários