Mais empresas italianas devem vir para Pernambuco no rastro da Fiat

Mais empresas italianas devem vir para Pernambuco no rastro da Fiat

A implantação da unidade da Fiat no município de Goiana, na Zona da Mata Norte, deve se consolidar como uma janela para a instalação de outras indústrias italianas por aqui, assim como aconteceu em Betim (MG). Essa é a expectativa do embaixador da Itália no Brasil, Raffaele Trombetta, que realiza a primeira visita oficial ao estado.

"Será a maior fábrica da Fiat no mundo e deve ser semelhante ao que aconteceu em Minas Gerais. A presença da Fiat não é só empresarial, porque a empresa também realiza projetos ambientais, sociais e culturais e estas ações devem reforçar ainda mais as relações entre a Itália e Pernambuco", destacou Trombetta.

O embaixador ressaltou que várias empresas italianas já atuam em Pernambuco, entre as quais o estaleiro Navalmare (que vai montar no Porto do Recife estruturas para plataformas de petróleo), a Enel Green Power (que está instalando parques eólicos no estado), além da Campari e do grupo Fincantieri, do estaleiro Promar.

Ao todo, são 845 empresas italianas atuando no Brasil. Raffaele Trombetta espera que este número seja maior e também que mais empresários brasileiros se interessem em investir no território italiano. Entre as ações do governo italiano para atrair investimentos está o programa "Destino Itália", lançado recentemente.


Continua depois da publicidade


A agenda oficial do embaixador italiano contou com uma audiência e um almoço com o governador Eduardo Campos. Em seguida, aconteceu uma reunião com representantes da Federação das Indústrias do Estado de Pernambuco (Fiepe), na qual ficou acertada a realização de uma pesquisa para identificar segmentos prioritários para promover o intercâmbio industrial entre Pernambuco e as regiões italianas, através de missões empresariais.

Trombetta também veio conferir a preparação para receber a seleção italiana e os conterrâneos durante a Copa do Mundo. Além de visitar a Arena Pernambuco, a equipe veio acertar os detalhes para a criação de um grupo consular especial, que funcionará no período do Mundial de Futebol.

"Já fui em Manaus e vou a Natal. Completamos a primeira avaliação do que a Itália pode fazer por aqui para preparar a participação da seleção e também dos torcedores. Porque não é só a seleção; são os torcedores e a imprensa italiana. Não tenho dúvidas de que a Itália vai ser bem recebida", destacou, revelando que a Embaixada da Itália iniciará uma agenda de eventos culturais no Brasil até a Copa.

Por Juliana Cavalcanti/ Diário de Pernambuco




Comentários