Camex aplica multa a pneus novos importados para evitar dumping

Para eliminar concorrência, pneus eram vendidos aqui por preços inferiores.

A Câmara de Comércio Exterior (Camex) decidiu aplicar o direito antidumping por até cinco anos às importações brasileiras de pneus novos de borracha para automóveis de passageiros, de construção radial, da Coreia do Sul, Tailândia, Taiwan e Ucrânia, segundo resolução publicada no "Diário Oficial da União" nesta quinta-feira (16).

Na prática, os importadores podem continuar trazendo os pneus desses paises, mas vão ter que acrescentar ao custo uma multa que varia de US$ 0,24 a US$ 2,56 por quilo do produto.

A decisão foi tomada após pedido de abertura de investigação de dumping sobre as importações brasileiras desse produto, feita pela Associação Nacional da Indústria de Pneumáticos (Anip), no fim de 2011.

Estão incluídas os pneus das séries 65 e 70, aros 13'' e 14'' e de bandas 165, 175 e 185, conforme aponta a resolução da Camex.

A prática de "dumping" consiste na venda de produtos e serviços, para um país, por preços muito inferiores aos praticados no país de origem com o objetivo de eliminar a concorrência. Essa prática de comércio desleal é combatida por meio de investigações dos governos e pela aplicação de sobretaxas, entre outros. Para ser concedida no Brasil, a medida antidumping tem de passar pelo crivo da Camex.

Tópicos:



Comentários