Meritor fatura US$ 454 milhões no Brasil em 2013

A fabricante de eixos para caminhões projeta crescimento de 5% no negócios em 2014.

A fabricante de eixos Meritor comemora em 2013 um ano de recuperação no Brasil, após o acentuado tombo do mercado de caminhões (seu principal cliente) em 2012, quando a produção desses veículos no País caiu quase 40%, como resultado da mudança de legislação de emissões que obrigou a adoção de motorização Euro 5, mais cara. No ano fiscal encerrado em outubro passado, o faturamento da subsidiária brasileira da Meritor alcançou US$ 454 milhões em 12 meses, cifra bastante superior à apurada no exercício anterior, cujo valor não foi divulgado, devido ao fraco desempenho. 
 
“O ano de 2013 pode realmente ser considerado de recuperação para o segmento de pesados e muito positivo para a Meritor. Realizamos fortes investimentos na nova fábrica de Resende (RJ) e conquistamos novos clientes”, declarou Silvio Barros, diretor geral da empresa na América do Sul, em comunicado distribuído à imprensa na quinta-feira (28). 
 
Durante este ano a Meritor conquistou um novo contrato para fornecer os eixos tratores dos caminhões DAF, empresa do grupo Paccar que começou em outubro passado a produzir seus cavalos-mecânicos extrapesados em nova fábrica em Ponta Grossa (PR). Também ampliou os negócios com a Ford, fornecendo o novo eixo 18X para o Cargo extrapesado, e com a Iveco para o Hi-Way, ambos os modelos lançados no País em agosto. Para os próximos anos, está em negociações com as fabricantes chinesas que chegam ao Brasil, entre elas a Shacman, que promete iniciar a produção de pesados em Tatuí (SP) até o fim de 2014. 
 
Os novos contratos reforçam a liderança de mercado no segmento. Atualmente a Meritor calcula que seja de 50% sua participação no fornecimento para caminhões acima de 6 toneladas de peso bruto total. Para 2014 a projeção é de crescimento de 5% nas vendas, com impulso extra esperado de produtos com maior valor agregado. A Meritor espera aumentar o número de clientes interessados em mudar suas plataformas para usar os novos eixos diferenciais 17X e 18X, soldados a laser, o que elimina a utilização de parafusos e torna o componente mais leve. Os dois eixos, antes importados, começaram este ano a ser produzidos na fábrica de Osasco, na região metropolitana de São Paulo. 
 
O maior investimento no País, que tinha sido colocado em banho-maria durante a queda do mercado, foi concluído em 2013. Em Resende (RJ), onde desde os anos 1990 é uma das empresas que atuam diretamente na montagem dos caminhões MAN/Volkswagen, a Meritor inaugurou uma linha de manufatura externa de eixos dentro do parque de fornecedores que a montadora está estruturando. Foram investidos R$ 40 milhões na nova unidade produtiva, a segunda da empresa no Brasil, que deverá ajudar a dar conta do aumento das encomendas esperadas da MAN Latin America. 
 
Segundo informa a Meritor, já foi conquistado um novo contrato com a MAN, que envolve fornecimento de eixos para uma nova linha de caminhões de 8 a 10 toneladas de PBT, denominado projeto Phevos, que deve entrar em produção em Resende em 2016.
 
Por Pedro Kutney/ Automotive Business
Tópicos:



Comentários